- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Justiça belga analisa pedido de Marc Dutroux para sair em liberdade

Justiça belga analisa pedido de Marc Dutroux para sair em liberdade

751790Passaram mais de 16 anos, mas como todos os traumas de uma sociedade, este continua bem presente na memória dos belgas. Em 1996, Marc Dutroux foi preso e acusado de pedofilia, quando na cave da sua casa foram encontradas, com vida, duas meninas de 12 e 14 anos desaparecidas. Mais tarde, foram resgatados os corpos, sem vida de outras quatro, também abusadas e torturadas. Centenas de milhares de pessoas saíram então à rua, numa “marcha branca” pelas cidades belgas, de balões e flores brancas em punho, dando voz à revolta face ao pior escândalo de abusos sexuais de que havia memória no país.

Dezasseis anos passados, sobre os crimes cometidos entre Junho de 1995 e Agosto de 1996, a justiça belga examina o pedido do condenado a uma revisão da pena pelo rapto e violação de seis meninas e adolescentes e a morte de quatro delas. Dutroux, 56 anos, apresentou o pedido em Setembro para passar a liberdade condicional com uso de pulseira electrónica. Essa passagem é tecnicamente possível, a partir de 30 de Abril. De acordo com a justiça belga, os condenados podem pedir a liberdade depois de cumprido um terço da pena ou 15 anos, para o caso dos condenados a prisão perpétua. A decisão sobre o caso de Dutroux é esperada na tarde desta segunda-feira. Ler mais

(publico.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.