- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura A música angolana é referência mundial

A música angolana é referência mundial

20130218082353ong_hbo2Eliseo Alfonso Llorente, director da Rádio Local de La Cabaña, com emissões regulares na Feira Internacional do Livro de Havana, é um estudioso da música caribenha e da generalidade das manifestações da música latina. Ele tem-se interessado pela influência do merengue na música popular angolana, para compreender as origens da música cubana, como explica nesta entrevista.

Jornal de Angola – A sua propensão para a investigação das origens da música cubana foi uma decisão individual, ou uma herança familiar?

Eliseo Alfonso Llorente – A minha formação musical começou na infância. Importa referir que o meu pai, que hoje tem setenta e cinco anos, foi músico e tocava contrabaixo. Por sua vez, a minha mãe, com oitenta e oito anos, foi cantora e, felizmente, ainda estão vivos. Quero também revelar que sou professor de línguas crioulas, do espaço linguístico caribenho. O meu amor pela música era muito forte e decidi investigar de forma autodidacta sobre questões musicais, em especial sobre a influência da África e dos diferentes ritmos da América Latina e Caribe e do retorno desta música a África.

JA – Quais são as motivações do seu trabalho e para onde se orienta a investigação?

EAL – Trabalho por amor à música. Esta é a minha principal motivação. Agora, a investigação que desenvolvo está consubstanciada num estudo comparativo entre os géneros musicais latino-caribenhos com os diferentes ritmos africanos, através do estudo da sonoridade do legado africano na América, e encaro a música como um aspecto de defesa da nossa identidade nacional e regional. O meu estudo passa também pelo retorno da música caribenha na música africana, sobretudo dos vários tipos de merengue.

JA – Há, de facto, uma relação de complementaridade histórica entre a música caribenha e a formação da música popular de alguns países africanos.

EAL – A música do Caribe tem uma forte influência africana sem dúvida e isto é incontestável. Por exemplo, instrumentos como tambores, guiros, uma espécie de raspadores, como a vossa dikanza, maracas, chekerés, parecido com o chocalho, os cantos em alternância, solista e coro, o sincopado e os ritmos mais representativos como o son cubano, merengue dominicano, plena porto-riquenha, merengue haitiano, reggae, kompa e zouk, tudo isto é África na sua essência.

JA – Os cantores e compositores cubanos conhecem a história e os novos desenvolvimentos da música popular angolana?

EAL – Quero informar que o género musical mais conhecido em Cuba pelo público médio é o kizomba. Eu, particularmente, embora não tenha ido a Angola, nem visitado nenhum país africano, conheço alguns géneros musicais como a rebita, semba, kilapanga, kizomba e kuduro, e tenho uma boa colecção de discos que ficou mais rica com a presença de Angola, como país convidado de honra, na Feira Internacional do Livro de Havana. Tive a oportunidade de conhecer e ouvir o Duo Canhoto, Gabriel Tchiema, Ângela Ferrão e Acapaná. Tenho a percepção que a música angolana será uma grande referência africana e universal.

JA – Tem acompanhado a repercussão da música cubana no Mundo, sobretudo os registos e participações do Bebo Valdez e Diego Cigala no sucesso que foi o trabalho “Lagrimas Negras”?

EAL – A qualidade da música cubana é reconhecida em todo o Mundo. Temos um sistema de ensino que propiciou grandes avanços no domínio da aprendizagem musical e criou grandes mestres que percorreram e percorrem o Mundo inteiro. Desde o início da “Nueva trova cubana”, com Leo Brawer, Sílvio Rodrigues e Pablo Milanês, e músicos como Chuchu Valdés, e Bebo, o seu pai, Arturo Sandoval e Paquito de Rivera que participa no projecto “Lagrimas Negras”, e muitos outros, a música cubana foi ganhando forma e atingiu um grande prestígio internacional. Há cantores e compositores de renome internacional que procuram músicos cubanos. Respondendo à sua pergunta, tenho acompanhado a repercussão da música cubana no Mundo, porque faz parte da natureza do meu trabalho.

JA – Há várias canções angolanas interpretadas por cantores e compositores cubanos. Uma delas é o tema tradicional angolano “Tata ku Matadi”, que chegou a ser gravada pelo grupo “Moncada”…

EAL – Este um caso muito curioso. O grupo Moncada, com a canção “Tata Ku Matadi”, proporcionou o contacto do público cubano com a música tradicional angolana. Este grupo continua activo, tem novas propostas musicais e esta canção angolana é um tema obrigatório nos seus concertos. O público conhece e gosta muito, e todos cantam.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...
- Publicidade -

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Notícias relacionadas

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Guiné-Bissau regista 14 novos casos para total de 2.403

A Guiné-Bissau registou na última semana 14 novos casos positivos para o novo coronavírus, num total de 2.403 infectados, e manteve o número de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.