- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Executivo pretende motivar juventude para dedicação ao empreendedorismo

Executivo pretende motivar juventude para dedicação ao empreendedorismo

Jovens empresasariosO vice-Presidente da Repú­blica, Manuel Vicente, afir­mou na última sexta-feira, em Luanda, que o empre­endedorismo em Angola tem papel crucial no desen­volvimento sustentável do país, incentivando mudan­ças na forma de fazer negó­cios por via do fomento de inovação, competitividade e melhoria da produtividade das empresas.

Manuel Vicente, que dis­cursava durante a abertura do primeiro fórum nacional de jovens empreendedores, disse que o objectivo deste evento alinha-se à estraté­gia do Executivo de atrair um número cada vez maior de cidadãos empreendedo­res, tendo a juventude como principal foco.

O governante assegurou igualmente que o certame ser­viria para debater a importân­cia do empreendedorismo na construção de uma sociedade economicamente consistente e auto-sustentada.

Prioridades

O Executivo colocou no topo das suas prioridades as ne­cessidade de uma estrutu­rada formação de quadros, que contribuam para o de­senvolvimento sustentado de Angola, de modo que o empreendedor angolano possa acompanhar, a par e passo, as exigências de um mundo com sistemas produ­tivos cada vez mais comple­xos, bem como a sofisticação do mercado financeiro.

O governante apelou à dedi­cação dos jovens para partici­parem no Programa Nacional de Formação de Quadros, de modo a explorarem as possibi­lidades que se possam oferecer no domínio das empresas voca­cionadas para a formação técni­ca e profissional.

Por outro, lembrou que, com a criação do programa “Angola 25”, do qual resultou a aprova­ção da Lei das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME), lançou a plataforma para o cres­cimento dinâmico do sector em­presarial privado.

Acções

Jovens empresarReferiu-se a um conjunto de acções que visam opera­cionalizar a Lei das MPME, provendo financiamento, facilidade de concessão de apoios, a desburocratização dos processos de regula­mentação e requisitos de li­cenciamento, incentivando a geração de novos negócios.

O governante sublinhou que apesar dos esforços do Execu­tivo, a economia angolana con­tinua fortemente dependente do exterior pela incapacidade de o sector produtivo satisfazer cabalmente as necessidades do consumo interno.

Em 2011, foi registada uma despesa de importação cifra­da em 17 mil milhões de dóla­res (cerca de 1.700 mil milhões de kwanzas) em produtos manufacturados, máquinas, material e equipamento de construção, automóveis e ali­mentos, entre outros.

Tendo em conta este qua­dro, o vice-Presidente da República apelou aos empre­endedores nacionais que con­templem, de forma proactiva, o seu meio circundante, para identificação de oportunida­de de negócios e tirem pro­veito de todos os programas implementados pelo Estado.

Entre os programas apontou o “Balcão Único do Empreende­dor”, “Angola Invest”, “Fundo de Risco” e o “Crédito Agrícola de Campanha”. “São muitos os negócios que se podem realizar quer na área do comércio, quer na indústria, quer na construção civil, mormente actividades de manutenção e conservação de estradas e construção de habita­ção social, com recurso a meios locais, inclusive”, alertou.

Negócios

Referiu-se também a negócios de fácil constituição, mas com retornos financeiros atraen­tes, bem como à promoção de programas de escoamento de produtos agro-pecuários, no quadro da projecção do agro- -negócio nacional, associado ao relançamento dos cami -nhos-de-ferro e outras vias de comunicação.

Manuel Vicente sublinhou que esta natureza de negócio dinamizará a economia nacio­nal, permitindo a angariação de receitas para os produtores rurais, resultando na melhoria das condições de vida das regi­ões produtoras, no aumento da produção industrial de equipa­mentos, fertilizantes e pestici­das, na maior distribuição da produção local, na diminuição das importações de alimentos, criação de empregos directos e indirectos, bem como no apoio ao combate à fome e à pobreza.

Lembrou, igualmente, que os negócios estruturantes se­jam desenvolvidos nas 618 comunas do país, com base na extensa diversidade de necessidades dos mais varia­dos pontos geográficos, e que surjam iniciativas locais, com base nos recursos e realidades específicas, promovendo tam­bém uma maior e mais efecti­va integração do sector infor­mal na economia formal.

Informou que o Executivo tem criados programas co­erentes e sustentáveis para facilitar a vida profissional do empreendedor angolano e espera o reforço do papel interventivo do empresário nacional, o aumento da pro­dução e a melhoria da distri­buição da riqueza nacional.

Para o governante, a reali­zação deste fórum de jovens empreendedores, reunindo participantes das todas as províncias, transmite o desejo comum de crescimento econó­mico e social, provando que há complementaridade entre o Executivo e a classe empre­sarial, e que a parceria entre ambos é indispensável, para que Angola cresça de forma harmoniosa e sustentável.

Género

Manuel Vicente encorajou as mulheres angolanas, dentro do seu meio e capacidades, a promoverem projectos em­presariais que contribuam para a melhoria da sua vida e dos seus familiares.

Durante o fórum, foram discutidos temas como polí­ticas e estratégia de fomento e desenvolvimento do em­preendedorismo, a juven­tude e o emprendorismo, importância e benefício das telecomunicações e tecnolo­gias para o alargamento da expansão das redes de negó­cios em todo o país.

Por seu turno, o coordena­dor do Fórum da Juventude Empreendedora (FJE), Al­berto Mendes, afirmou que a associação ora criada vai empenhar-se na criação de um espaço permanente de discussão de temas sobre o empreendorismo e políticas que incentivem o empreende­dorismo a nível nacional.

Foram convidados oradores como os ministros da Econo­mia, Abraão Gourgel, da Agri­cultura, Afonso Pedro Canga, das Telecomunicações e Tec­nologias de Informação, José de Carvalho, e o presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento de Angola, Paixão Franco. ANDRÉ SIBI

 (Jornal de Economia & Finanças)

- Publicidade -
- Publicidade -

Consternada, Isabel dos Santos reage à morte do marido: “Obrigado aos que partilham a nossa dor”

A empresária angolana reagiu, na tarde desta quinta-feira, à morte do marido. Isabel dos Santos fala em “enorme tristeza e dor”. Sindika Dokolo morreu nesta...
- Publicidade -

‘Nananana’ não, 60 anos de obsessões no reinado de Roberto Carlos

Veto do Rei para gravação de ‘Nossa Senhora’ em vinil de Nando Reis é apenas mais um numa longa lista do férreo controle que...

Morreu o actor Sean Connery, o eterno James Bond

Actor, nascido em Edimburgo, tinha 90 anos. O actor escocês Sean Connery, que deu vida à célebre personagem James Bond, faleceu aos 90 anos, avança...

Orçamento do Estado angolano suspende regalias para políticos em 2021

OGE 2021 comporta receitas estimadas em 14,12 biliões de kwanza (18,2 mil milhões de euros) e despesas fixadas em igual montante para o mesmo...

Notícias relacionadas

Consternada, Isabel dos Santos reage à morte do marido: “Obrigado aos que partilham a nossa dor”

A empresária angolana reagiu, na tarde desta quinta-feira, à morte do marido. Isabel dos Santos fala em “enorme tristeza e dor”. Sindika Dokolo morreu nesta...

‘Nananana’ não, 60 anos de obsessões no reinado de Roberto Carlos

Veto do Rei para gravação de ‘Nossa Senhora’ em vinil de Nando Reis é apenas mais um numa longa lista do férreo controle que...

Morreu o actor Sean Connery, o eterno James Bond

Actor, nascido em Edimburgo, tinha 90 anos. O actor escocês Sean Connery, que deu vida à célebre personagem James Bond, faleceu aos 90 anos, avança...

Orçamento do Estado angolano suspende regalias para políticos em 2021

OGE 2021 comporta receitas estimadas em 14,12 biliões de kwanza (18,2 mil milhões de euros) e despesas fixadas em igual montante para o mesmo...

Sonangol e Gemcorp avançam com Refinaria de Cabinda – Investimento avaliado em 920 milhões USD

A Sonangol tornou público através de um comunicado que a Gemcorp, "em alinhamento com a petrolífera nacional", tomou a decisão final de investimento para...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.