- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Seguro considera “inaceitável” que governo continue a querer cortar 4 000 milhões...

Seguro considera “inaceitável” que governo continue a querer cortar 4 000 milhões de euros

naf0820121104 (1)O líder do PS, António José Seguro, considerou hoje “inaceitável” que o Governo continue, no momento atual, a pretender avançar com um corte de 4 mil milhões de euros nas funções sociais do Estado.

Em declarações aos jornalistas em Madrid, depois de um encontro com o seu homólogo espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba, líder do PSOE, Seguro afirmou que o que os portugueses exigem é que o primeiro-ministro “fale menos e faça mais”.

“Eu confio muito no juízo dos portugueses e aquilo que os portugueses exigem do primeiro-ministro é que fale menos e faça mais. O primeiro-ministro chegou a primeiro-ministro prometendo coisas completamente diferentes do que esta a fazer neste momento”, afirmou.

“O que precisamos é de um Governo que responda aos problemas dos portugueses, que sentem que os seus problemas são cada vez maiores, estão a ser agravados”, disse.

O líder do PS questionou o resultado que está a surgir dos “enormes sacrifícios” e da “imensa dor” que as medidas de ajuste estão a causar e que nomeou como sendo de “desemprego, menos economia, mais insolvências, mais falências, menos empresas”. Ler mais

(ionline.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...
- Publicidade -

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Notícias relacionadas

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.