- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Nova agência pública no comércio externo

Nova agência pública no comércio externo

20130216081313r_pacaO Ministério do Comércio anunciou a criação, este ano, do Instituto Nacional de Apoio às Exportações de Angola, uma agência institucional dedicada a promover o acesso dos produtos nacionais no mercado internacional.
A ministra do Comércio, Rosa Pacavira, disse na abertura do Seminário Metodológico sobre Comércio Externo, que hoje termina, em Luanda, depois de dois dias de trabalhos, que este órgão vai dedicar-se exclusivamente a promover exportações não petrolíferas das pequenas e médias empresas.
A comissão instaladora do Instituto dedicou parte da sua actividade a encontrar novos mercados, através da realização de acordos comerciais e do aprofundamento das convenções existentes.
Rosa Pacavira informou que o Executivo introduziu reformas no sistema de comércio e investimento no sector não petrolífero para diversificar a economia, pelo que, considerou, “o nosso país, apesar das dificuldades, não deve recear a competitividade no mercado internacional, pois Angola possui grandes potencialidades nos mais diversos sectores”.
A ministra declarou que, apesar de ser importante, a liberalização do comércio, que pressupõe a abertura do mercado nacional, requer a execução de programas estratégicos e de uma cooperação internacional que impulsione a diversificação da economia. O Executivo está a aplicar um programa económico que envolve um investimento em larga escala, para o qual foram abertas linhas de crédito em vários países e blocos económicos, como é o caso da China, Brasil e União Europeia, o que obriga o país a submeter-se às melhores práticas de comércio.
Rosa Pacavira considerou crucial a participação de Angola num fórum internacional criado para a negociação entre os países-membros e onde as economias mais débeis têm a oportunidade de defender os seus interesses diante das mais fortes e avançadas.
Existem produções sobre as quais Angola tem vantagens comparativas em termos de custos e que são as que podem oferecer valor acrescentado, quando colocadas no mercado internacional.

“Com o apoio do Estado, vai ser possível criar um ambiente propício para o comércio e a concorrência, através do aumento do crédito e de medidas que incentivem a promoção das exportações”, realçou.

Mais empregos

O secretário de Estado do Planeamento e Administração do Território, Pedro Luís da Fonseca, que apresentou o Plano Nacional de Desenvolvimento 2012/2017, disse que o programa visa atingir a estabilidade económica, gerando mais crescimento e empregos. Pedro Luís da Fonseca realçou que o plano do Executivo constitui um instrumento essencial para a economia, por assentar numa política nacional de promoção e diversificação da estrutura económica.
Apontou, ainda, o programa Angola Investe como um instrumento que garante a criação de mais empresas e de empregos no país. “O aumento da classe empreendedora gera mais emprego”, sublinhou.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...
- Publicidade -

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Notícias relacionadas

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Última Hora: Homem armado faz vários reféns dentro de um banco na Geórgia

Um homem armado fez hoje à tarde vários reféns, ainda em número incerto, dentro das instalações de um banco na Geórgia, informaram as autoridades...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.