- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Crónicas e Artigos Observatório do Balão: Das ambições demoníacas e outras

Observatório do Balão: Das ambições demoníacas e outras

arnaldo-188x3001-188x137Aglomeram-se acontecimentos que prenunciam maquinações com origens preocupantes. Alguns deles são evidentes e já se mostraram aos olhos de todo o país. Outros, talvez por se radicarem em crenças obscuras ou simples superstições germinam apenas nas mentes.
Decerto que ainda se tem memória o que ocorreu recentemente no Kuando-Kubango, embora com desenlace pacífico. Numa cerimónia que se pretendeu ostensiva para que não houvesse dúvidas e justa razão, milhares de ex-militantes da UNITA decidiram assumir deliberadamente o destino das suas vidas e abandonar o revivalismo savímbico que lhes queriam impor. Esse sentimento obscuro destinava-se a impedir-lhes de participar nas grandes tarefas que a sua província (porventura a mais promissora do país), projecta implementar, para passar de terras do “fim do mundo” para terras de um “novo grande mundo”.
Trata-se de uma conversão mais política que religiosa, dirão os mais cépticos. Talvez, não sei. Mas as consequências dessa retomada de consciência são benéficas para todos. Não foi o que aconteceu no acto de massas organizado pela IURD – Igreja Universal do Reino de Deus na Cidadela Desportiva de Luanda, que uma acção de vigília passou ao sacrifício dos crentes ansiosos por atingir a “água milagrosa” como abusivamente prometiam. Até onde pode chegar a ambição dos homens para atingir os seus desígnios? Se a realidade entendida como que uma força divina não se encarregasse a desmentir a fraude, decerto que a nossa Direcção de Assuntos Religiosos não teria formas de o fazer.
Não há atenuantes para as igrejas universais e mundiais que organizam actos de massas como quaisquer partidos políticos. As que demandam nas Lundas o apoio dos crentes da camanga não se arrogam de ser universais e disso até foram denunciadas na Rádio Nacional por um sacerdote católico. A essas seitas interessa outras doutrinas de religiões sem “Livro” com as quais as autoridades tradicionais mais se identificam, o que faz com que sejam muito procuradas para interpretar a lei que, essa, provém de um direito que nem sequer está escrito.
Pode-se assim antever como e por que razão as autoridades tradicionais deverão ser muito solicitadas nas eleições autárquicas quando forem chamados a dirimir makas como as que se enunciaram após a profanação de túmulos de antigos sobas, que nas bandas do Huambo é motivo de especulações e levou à intervenção do próprio Secretário de Estado da Cultura e conceituado antropólogo. Insistem em cenários de escavações macabras, com a Polícia Nacional fortemente armada a proteger os profanadores: a intenção é óbvia. De certo que eles relevam certamente de alucinações ou coisa parecida por eu não estar a perceber o interesse do Governador em guardar as caveiras dos antigos sobas no palácio! O facto da DPIC da província e no seu combate ao narcotráfico ter detectado as maiores superfícies de cultivo de liamba em Tchiheny e Cachiungo e em toda a região próxima do Huambo pode ser uma explicação.
A gravidade desses acontecimentos merecia um maior desenvolvimento e, quiçá, até estudos de especialistas, de molde a evitar que os falsos profetas disso se aproveitem sem que nenhum cónego peitudo esteja disposto a lutar por regras.
Nesse ínterim, os casos menores, ainda que chocantes, tal como o mostrado pelo programa televisivo “Ecos & Factos”, da “mulher inanimada junto do seu filho candengue que dormia tranquilamente, passa quase desapercebido. É caso de bicho: mas de que espécie animal? Aguardemos o laudo da Polícia ou da Cultura?

PS. -Vou em Cuba, terra de homens admiráveis e solidários. Xale nu kiambote.

(jornaldeangola.com)

Arnaldo Santos

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Angola regista 220 casos positivos e 3 óbitos

Angola registou, nas últimas 24 horas, 220 novos casos da Covid-19, três óbitos e a recuperação de seis pacientes, informou, ontem, em Luanda, o...
- Publicidade -

Dados da Unicef: 365 milhões de crianças em pobreza extrema

Uma em cada seis crianças vivia em pobreza extrema antes da pandemia de Covid-19. Um relatório do Banco Mundial e da Unicef revela que...

Estado quer rentabilizar unidades têxteis do país

A atribuição do direito de exploração e gestão das três unidades têxteis, nomeadamente, Textang II, Comandante Bula e África Têxtil resultaram de concurso público,...

Executivo incentiva implementação do código de barra

O Executivo angolano incentiva o sector privado a organizar o processo de criação e implementação para que o país possa ter um código de...

Notícias relacionadas

Covid-19: Angola regista 220 casos positivos e 3 óbitos

Angola registou, nas últimas 24 horas, 220 novos casos da Covid-19, três óbitos e a recuperação de seis pacientes, informou, ontem, em Luanda, o...

Dados da Unicef: 365 milhões de crianças em pobreza extrema

Uma em cada seis crianças vivia em pobreza extrema antes da pandemia de Covid-19. Um relatório do Banco Mundial e da Unicef revela que...

Estado quer rentabilizar unidades têxteis do país

A atribuição do direito de exploração e gestão das três unidades têxteis, nomeadamente, Textang II, Comandante Bula e África Têxtil resultaram de concurso público,...

Executivo incentiva implementação do código de barra

O Executivo angolano incentiva o sector privado a organizar o processo de criação e implementação para que o país possa ter um código de...

Guiné-Conacri: Oposição denuncia mortes e fraudes nas eleições

Líder da oposição intensifica tensão na Guiné-Conacri após declarar unilateralmente a sua vitória nas eleições. Autoridades eleitorais desqualificam alegações de fraude e comunidade internacional...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.