- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Governo avalia portagens mais baratas nas ex-scut das regiões mais pobres

Governo avalia portagens mais baratas nas ex-scut das regiões mais pobres

4423760A diferenciação dos preços será avaliada em função de vários critérios, das vias alternativas aos indicadores de riqueza regional.

A introdução de critérios de discriminação positiva no preço das portagens das antigas Scut vai ser avaliada na revisão do modelo de cobrança que está a ser desenvolvido pela Estradas de Portugal.

Segundo informação recolhida pelo i, está em causa a diferenciação do preço por quilómetro/veículo em função de indicadores de riqueza da região atravessada pela via no sentido de favorecer as áreas mais pobres. Mas este pode não ser o único critério: a existência de alternativas, e a sua qualidade, e objectivos comerciais de atracção de procura serão também ponderados na avaliação. Isto quer dizer, por exemplo, que se podem baixar os preços de uma determinada estrada para atrair mais carros.

O secretário de Estado das Obras Públicas já tinha revelado no parlamento, no final de Janeiro, que queria um modelo para as antigas Scut “mais justo, com maior equidade entre os utilizadores e que garanta a coesão territorial”. Na altura, Sérgio Monteiro minimizou a possibilidade de introduzir novos pontos de cobrança, como chegou a ser apresentado à troika em Novembro do ano passado. Porém, o acréscimo de receita de portagem, designadamente pelo combate às infracções, é uma meta assumida.

AS OBJECÇÕES DE BRUXELAS A recuperação da discriminação positiva terá de respeitar as regras comunitárias. Bruxelas já condenou o anterior regime de isenções e descontos nas ex-Scut por beneficiar apenas o tráfego local. No novo modelo, os benefícios terão de estar associados à estrada e não a um tipo de utilizador, abrangendo todos os que passam na via. O regime de descontos de 15%, em vigor desde Outubro do ano passado, já segue esta orientação. Ler mais

(ionline.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...
- Publicidade -

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Ursula von der Leyen alerta que “Natal deste ano será diferente”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que "o Natal deste ano será diferente" devido à pandemia de covid-19, e depende...

Notícias relacionadas

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Ursula von der Leyen alerta que “Natal deste ano será diferente”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que "o Natal deste ano será diferente" devido à pandemia de covid-19, e depende...

Covid-19 já matou ao menos 20 candidatos em campanha no país

Ao menos 20 candidatos na eleição municipal deste ano morreram em decorrência da Covid-19 desde 27 de setembro, data que marca o início da...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.