- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné-Bissau Ramos-Horta é "ilustre guineense que voltou a casa", afirma presidente de transição...

Ramos-Horta é “ilustre guineense que voltou a casa”, afirma presidente de transição da Guiné-Bissau

Nkamajo_0O Presidente de transição da Guiné-Bissau, Serifo Nhamadjo, considerou hoje Ramos-Horta, novo representante do secretário-geral das Nações Unidas no país, como “um ilustre guineense que voltou à sua casa”.

No discurso na cerimónia de posse do presidente e vice-presidente do Supremo Tribunal de Justiça, eleitos em dezembro último, Serifo Nhamadjo teceu rasgados elogios ao novo representante de Ban Ki-Moon na Guiné-Bissau.

“Permitam-me dirigir-me ao nosso ilustre guineense José Ramos-Horta, que voltou a casa para ajudar a apagar o fogo deste incêndio da família guineense. Muito obrigado pela disponibilidade, fazemos votos para que tenha uma boa estadia”, disse Nhamadjo, saudado com palmas pelos presentes.

Antigo presidente de Timor-Leste e Nobel da Paz, José Ramos-Horta chegou à Guiné-Bissau na madrugada de quarta-feira para dirigir os escritórios da UNIOGBIS (gabinete integrado das Nações Unidas para consolidação da paz na Guiné-Bissau) e ajudar a estabilizar o país em crise há mais de 15 anos.

Nos próximos dias, Ramos-Horta, que já se avistou com o primeiro-ministro de transição, Rui de Barros, deve ser recebido, em audiência de trabalho, por Serifo Nhamadjo.

Dirigindo-se aos novos titulares do Supremo Tribunal de Justiça, Paulo Sanhá (presidente) e Rui Nené (vice-presidente), o líder de transição guineense prometeu-lhes total apoio e colaboração institucional, esperando, contudo, que saibam contribuir para o reencontro dos guineenses.

“Iniciam funções em tempo em que é reconhecido por todos a necessidade do diálogo na sociedade guineense a que o setor da justiça não é alheia”, enfatizou Nhamadjo, que também felicitou a anterior presidente do STJ, Maria do Céu Monteiro, pelo trabalho desenvolvido ao longo de 10 anos à frente do supremo tribunal.

O novo presidente, Paulo Sanhá, número dois de Céu Monteiro, defendeu ser necessária a mudança de mentalidades dos integrantes do sistema judicial guineense para desta forma promover “a verdadeira e efetiva reforma do sistema judicial”.

Sanhá lembrou as reivindicações de melhorais de condições de trabalho do aparelho judicial mas também instou os presentes sobre a necessidade de uma revisão de alguns textos legais do país, nomeadamente os códigos do Processo Penal e do Processo Civil, neste particular no concernente às questões da família e de direito sucessório. (lusa.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...
- Publicidade -

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Ursula von der Leyen alerta que “Natal deste ano será diferente”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que "o Natal deste ano será diferente" devido à pandemia de covid-19, e depende...

Notícias relacionadas

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Ursula von der Leyen alerta que “Natal deste ano será diferente”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que "o Natal deste ano será diferente" devido à pandemia de covid-19, e depende...

Covid-19 já matou ao menos 20 candidatos em campanha no país

Ao menos 20 candidatos na eleição municipal deste ano morreram em decorrência da Covid-19 desde 27 de setembro, data que marca o início da...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.