- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné-Bissau Partidos e organizações sociais da Guiné-Bissau querem espaço para gerir "nova" transição

Partidos e organizações sociais da Guiné-Bissau querem espaço para gerir “nova” transição

guine-bissau-bandeira-300x188Partidos políticos e organizações da sociedade civil da Guiné-Bissau vão propor ao Presidente de transição a criação de um espaço de concertação para gerir “um novo período de transição” a iniciar a partir de 16 de maio.

Segundo fontes partidárias, a criação de um novo espaço, que poderá ser designado Comissão Partidária Social de Transição, foi estudada numa reunião que juntou hoje partidos políticos, organizações da sociedade civil e sindicatos.

A ideia, disse à Lusa uma fonte sindical, é propor ao Presidente de transição, Serifo Nhamadjo, a criação de um órgão de diálogo “que saia fora do âmbito puramente partidário” e que possa “ajudar o período de transição”.

Tanto as fontes partidárias como as sindicais que participaram no encontro, que juntou cerca de 70 pessoas, disseram à agência Lusa que as partes tentam encontrar “uma plataforma de diálogo nacional” que possa vir a gerir o país a partir do dia 16 de maio, data em que formalmente termina o atual período de transição fixado depois do golpe de Estado de 12 de abril de 2012.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que apoia as atuais instituições que gerem a transição na Guiné-Bissau, acordou com a maioria de partidos guineenses que as eleições gerais deveriam ter lugar um ano após o golpe de Estado, mas as autoridades de Bissau já afirmaram ser impossível cumprir esse calendário por falta de condições técnicas e financeiras.

Nos últimos dias, quase todos os partidos e organizações da sociedade civil guineense têm vindo a público afirmar ser necessário fixar-se uma num novo calendário de transição.

Confrontado com a ideia, Orlando Viegas, porta-voz do encontro, confirmou à Lusa que as partes estão a arranjar uma solução para após o período de transição e que esse exercício deve ser de todos os guineenses.

“A partir do dia 16 de maio termina o período de transição. Os guineenses entenderam que devem começar a pensar o país a partir desse período, é esse exercício que estamos a fazer aqui”, afirmou Orlando Viegas, um dos vice-presidentes do Partido da Renovação Social (PRS), promotor do encontro.

Orlando Viegas disse ser intenção dos envolvidos no processo criar “as grandes linhas da nova transição” a iniciar a partir de 16 de maio, embora o novo espaço não tenha pretensões de substituir o Parlamento.

Após a aprovação da proposta pelos partidos e organizações da sociedade civil o documento será remetido ao Presidente de transição, ao Governo e às chefias militares. (lusa.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Alemanha: Mais um dia com mais de 11 mil infecções e 49 mortos

A Alemanha volta a registar mais de 11 mil infecções num só dia. Dados do Instituto Robert Koch, desta sexta-feira, indicam que o país...
- Publicidade -

Chico Buarque, Martinho da Vila e Nélida Piñon são finalistas do prémio Jabuti

Lista inclui Ruy Castro, Djamila Ribeiro e Reinaldo José Lopes, colunistas da Folha; vencedores saem em Novembro Maior prémio literário anual do país, o Jabuti...

Russomanno tem carros e imóveis bloqueados pela Justiça desde 2016

Candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno (Republicanos) está com dois carros e um imóvel em Itanhaém, cidade do litoral paulista, penhorados pela...

Prémio Sakharov entregue à oposição bielorrussa

A oposição democrática bielorrussa recebeu esta quinta-feira o prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento de 2020. Isabel Santos, eurodeputada socialista e coordenadora dos...

Notícias relacionadas

Alemanha: Mais um dia com mais de 11 mil infecções e 49 mortos

A Alemanha volta a registar mais de 11 mil infecções num só dia. Dados do Instituto Robert Koch, desta sexta-feira, indicam que o país...

Chico Buarque, Martinho da Vila e Nélida Piñon são finalistas do prémio Jabuti

Lista inclui Ruy Castro, Djamila Ribeiro e Reinaldo José Lopes, colunistas da Folha; vencedores saem em Novembro Maior prémio literário anual do país, o Jabuti...

Russomanno tem carros e imóveis bloqueados pela Justiça desde 2016

Candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno (Republicanos) está com dois carros e um imóvel em Itanhaém, cidade do litoral paulista, penhorados pela...

Prémio Sakharov entregue à oposição bielorrussa

A oposição democrática bielorrussa recebeu esta quinta-feira o prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento de 2020. Isabel Santos, eurodeputada socialista e coordenadora dos...

Suicídios estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia

Em Angola foram registados, de 2018 até ao primeiro semestre deste ano, 1.984 suicídios, por razões diversas. A província de Luanda, com 826 casos,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.