- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Autoridades agrícolas da Lunda-Norte prevêem colher mais de mil toneladas

Autoridades agrícolas da Lunda-Norte prevêem colher mais de mil toneladas

20130213104002govvernadorAs autoridades da província da Lunda-Norte prevêem colher, na presente campanha agrícola, 1.400 toneladas de milho, nos municípios de Capenda Camulemba e de Xa Muteba.
De acordo com o director provincial da Agricultura, José Mendes, as autoridades da província puseram à disposição das Cooperativas Wucuasso, do município do Capenda Camulemba, e Yeza, no Xá Muteba, na presente campanha agrícola, cem hectares de terra cada, devidamente desbravadas.
“Estamos numa fase experimental do projecto de produção de milho na província e a previsão está na ordem de sete toneladas por hectare, onde a área total de cultivo disponível é de 100 hectares”, sublinhou.
José Mendes, que falava ao Jornal de Angola, assegurou que, além dos 200 hectares à disposição das duas associações de camponeses, o Estado cedeu ainda sementes, enxadas e material diverso, tendo em vista o incremento da produção de milho em grande escala. Para apoiar os produtores, o Governo Provincial adquiriu 30 toneladas de sementes de milho, para o fomento da produção de cereais e encorajar os camponeses a diversificarem as culturas da região.
As duas cooperativas têm condições para desenvolverem uma actividade agrícola mecanizada, que permite trabalhar na multiplicação de sementes de milho em grande quantidade. A prioridade do Governo Provincial é a criação de condições que permitam aos agricultores aumentarem os níveis de produção de milho, para garantir o funcionamento das fábricas de ração implantadas nos projectos agro-pecuários de Cacanda e Calonda. Segundo o responsável, o lançamento da presente campanha agrícola, de acordo com o calendário do Ministério de tutela, acontece normalmente em Setembro de cada ano, mas, na Lunda-Norte, o acto foi realizado apenas no início do mês de Fevereiro, devido a questões administrativas.

Constrangimentos

Contactado pelo Jornal de Angola, o presidente da UNACA, Daniel Mutambuleno, disse que as associações e cooperativas de camponeses da Lunda-Norte consideram que os atrasos significativos verificados na abertura da presente campanha agrícola podem comprometer as acções programadas, devido à chegada tardia de sementes e instrumentos de trabalho, e preparação dos solos.
Daniel Mutambuleno afirmou que muitos camponeses ficaram privados de proceder ao lançamento das primeiras sementes no campo, por estarem à espera de orientações do Governo Provincial e de receberem também algumas sementes. Apesar disso, os agricultores estão preparados para elevarem os horizontes da produção de cereais, tubérculos e outras culturas, sobretudo as hortofrutícolas, com vista a reduzir a dependência em relação aos produtos importados.
O presidente da UNACA reconheceu que o financiamento dado aos camponeses, no âmbito do crédito agrícola de campanha, está a contribuir para a realização de uma agricultura moderna e capaz de gerar rendimentos às famílias residentes em zonas rurais.
Entre as 37.312 famílias camponesas integradas em 486 Associações e 103 Cooperativas sob a alçada da UNACA na Lunda-Norte, 19.361 famílias beneficiaram do crédito agrícola de campanha junto do Banco de Poupança e Crédito (BPC). A instituição bancária disponibilizou um financiamento de mais de sete milhões de kwanzas, convertidos em meios agrícolas, para o reforço da sua actividade no campo.
A maior dificuldade dos camponeses na Lunda-Norte prende-se “com a falta de meios de transporte todo-o-terreno, para facilitar o escoamento da produção do campo para os centros urbanos, com vista à sua comercialização”, salientou Daniel Mutambuleno.
Defendeu, ainda, a necessidade das autoridades locais trabalharem para o reforço da extensão da rede escolar e sanitária, sobretudo para as áreas de cultivo com maior densidade populacional, de forma a garantir os principais serviços sociais básicos aos camponeses e aos seus filhos. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Henri Lopes: “No Congo, a independência era assustadora”

Ex-primeiro-ministro e ex-embaixador do Congo na França, o escritor Henri Lopes conta a atmosfera confusa que reinou no Congo nas décadas de 1960 e...
- Publicidade -

RDC: batalha entre Kabila e Tshisekedi pelo controle do Tribunal Constitucional

Félix Tshisekedi e seu antecessor Joseph Kabila têm travado uma batalha feroz pelo controle do Tribunal Constitucional há várias semanas. Na véspera da posse dos...

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

Notícias relacionadas

Henri Lopes: “No Congo, a independência era assustadora”

Ex-primeiro-ministro e ex-embaixador do Congo na França, o escritor Henri Lopes conta a atmosfera confusa que reinou no Congo nas décadas de 1960 e...

RDC: batalha entre Kabila e Tshisekedi pelo controle do Tribunal Constitucional

Félix Tshisekedi e seu antecessor Joseph Kabila têm travado uma batalha feroz pelo controle do Tribunal Constitucional há várias semanas. Na véspera da posse dos...

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.