- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Semba é rei do Carnaval

Semba é rei do Carnaval

20130211065832semb_re1O Instituto Nacional de Emergência de Angola (INEMA) registou três ocorrências na Nova Marginal, no primeiro dia do desfile competitivo do Carnaval de Luanda na classe infantil, que termina amanhã, com a realização do desfile da classe A.
A informação foi dada por António Nanzimbi, médico em serviço, tendo sublinhado que a equipa do INEMA tem seis médicos, 18 enfermeiros, sete ambulâncias e um carro de apoio.
Amanhã, dia do acto Central da festa carnavalesca em Luanda, o INEMA está a preparar uma equipa de 12 médicos para responder a eventuais ocorrências, uma vez que é o dia de maior afluência de foliões que vão à Nova Marginal dançar o Carnaval.
O superintendente chefe da Polícia Nacional, Francisco Mateus, disse ao Jornal de Angola, que as forças da ordem pública garantem a segurança no Carnaval de Luanda com 1.400 efectivos. Foram criados três parques de estacionamento.
Francisco Mateus informou ainda que foram tomadas todas as medidas preventivas para não se registarem anomalias durante os três dias de Carnaval, ao mesmo tempo de aconselhou os foliões ao consumo moderado de bebidas alcoólicas. “Sabemos que o Carnaval é uma grande festa, mas vamos com alegria e forma digna e ordeira”.

Elisal em prontidão

A Empresa de Limpeza e Saneamento Básico de Luanda (Elisal) garante a recolha dos resíduos sólidos no local do desfile carnavalesco.
Maurício Bandeira, responsável pela Fiscalização, disse que a Elisal está presente no local com 130 trabalhadores e tem montados 180 balneários normais, dois VIP e quatro super VIP, colocados estrategicamente em vários pontos ao longo do trajecto do desfile de Carnaval.
A Elisal, realçou, colocou ainda 120 baldes, de 240 litros, para depósito de lixo, e tem disponíveis quatro camiões combinados, três de sucção, igual número de cisternas de água e quatro máquinas compactadoras, para recolha de resíduos sólidos.
“Estamos a trabalhar neste recinto há uma semana. Vamos continuar durante e depois do Carnaval de Luanda”, afirmou.
O segundo comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Albino Sapalo, disse que estão mobilizados com 30 efectivos, duas viaturas de extinção de incêndios, um salva vidas, na orla marítima, para eventuais situações de acidente na Nova Marginal.
O governador da província de Luanda, Bento Bento, disse que as próximas edições do Carnaval luandense, ainda vão ser melhores. Depois do desfile da classe infantil, realizado na Nova Marginal de Luanda, realçou o desempenho positivo das crianças.
“Daqui a cinco anos vamos ter em Luanda grupos carnavalescos muitos fortes, a julgar pela qualidade apresentada pelas crianças. Com mais algum apoio vamos terr um Carnaval de grande nível”, disse Bento Bento. Os grupos, frisou, tiveram uma boa apresentação em todos os sentidos: postura, dança e canto. O governador destacou as exibições dos grupos Sagrada Esperança, Mundo da Ilha e 10 de Dezembro.
Com excepção dos grupos Kazukuta do Sambizanga e Kazukuta do Hoji ya Henda, que levaram para a Nova Marginal o kazukuta, um estilo que levantou os presentes, os outros dez concorrentes apresentaram o estilo semba.
A festa valeu pela entrega das crianças, que tudo fizeram para mostrar que, com mais esforço, dedicação e espírito inovador, o cenário pode mudar, dando continuidade a um trabalho em prol da valorização e divulgação da cultura popular.

* Com Angop

- Publicidade -
- Publicidade -

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...
- Publicidade -

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Notícias relacionadas

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.