- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Início da luta armada contribuiu para acelerar a independência da Namíbia, diz...

Início da luta armada contribuiu para acelerar a independência da Namíbia, diz diplomata

0,769b6cc6-188f-4ce8-85df-0e20762d46bfO início da luta armada de libertação nacional, lançada a 4 de Fevereiro de 1961, permitiu o alcance da liberdade dos angolanos, em 11 de Novembro de 1975, acelerando de igual modo a independência do povo namibiano em 21 de Março de 1990.

A afirmação é do cônsul geral da República da Namíbia na província angolana do Cunene, Egidius Hakwenye, que falava à Angop, a propósito do 52º aniversário da efeméride.

Referiu que, nesta data os angolanos procuraram restaurar a sua dignidade e a soberania, assim como de todos os africanos, desempenhando um papel vital em contribuir para o fim da dominação colonial e da opressão racial na África Austral.

“Hoje devemos homenagear os heróis e heroínas angolanos que sacrificaram as suas vidas até à vitória final, para que as gerações actuais e futuras possam viver em paz”, sublinhou.

Por outro lado, disse que com a conquista da paz definitiva em Angola, as condições de vida do povo angolano melhoraram consideravelmente nos vários domínios, graças à implementação de estratégias para o desenvolvimento do país.

“É notável que se registou uma evolução positiva em todos os sectores de desenvolvimento. Estradas, pontes e outras infra-estruturas sociais e económicas foram e estão sendo reconstruídas em todo país”, disse.

Egidius Hakwenye realçou que, com os vastos recursos, forte crescimento económico e vários programas de reconstrução e reabilitação em curso e, acima de tudo, a paz e segurança prevalecentes no país, o futuro de Angola é brilhante.

Acrescentou ainda, que as relações bilaterais entre Angola e Namíbia são excelentes, e a este respeito, os dois países devem colocar mais ênfase na cooperação económica, em particular o comércio e investimentos, bem como explorar novas oportunidades de
benefício mútuo.

Angola e a Namíbia desenvolvem, há vinte anos, relações de amizade e cooperação baseadas essencialmente em aspectos históricos antigos e contemporâneos que unem ambos os povos.

A independência de Angola em 1975 trouxe um novo alento aos propósitos de libertação do povo namibiano contra a ocupação ilegal sul-africana.

O Governo angolano apoiou a guerra de libertação nacional da Namíbia, dirigida pela SWAPO, que foi reconhecida pelas Nações Unidas, em 1971, como o único e legítimo representante do povo namibiano. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Bancada Central: A ética que não mora no desporto

A campanha para as eleições nas principais federações desportivas nacionais segue o seu curso normal, com os candidatos e respectivos coadjutores a desdobrarem-se em...
- Publicidade -

David Mendes condena atitude da UNITA por participar da manifestação

O deputado David Mendes, que tem ligações com a UNITA, explicou que faz o uso da sua liberdade de expressão para dizer que o...

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

Notícias relacionadas

Bancada Central: A ética que não mora no desporto

A campanha para as eleições nas principais federações desportivas nacionais segue o seu curso normal, com os candidatos e respectivos coadjutores a desdobrarem-se em...

David Mendes condena atitude da UNITA por participar da manifestação

O deputado David Mendes, que tem ligações com a UNITA, explicou que faz o uso da sua liberdade de expressão para dizer que o...

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.