- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Empresas em falta respondem em Tribunal

Empresas em falta respondem em Tribunal

20130211084040emp_tr1O governo da província do Kuando-Kubango vai responsabilizar criminalmente todas as empresas de construção civil que receberam fundos públicos (na ordem dos 100 por cento) e pouco ou nada fizeram na execução das obras.
A medida foi anunciada durante o encontro que o vice-governador para o sector económico e coordenador dos programas de combate à pobreza, Ernesto Kiteculo, teve com os directores provinciais e administradores municipais, para avaliar o grau de execução das empreitadas do período entre 2008 e 2012.
O porta-voz do governo do Kuando-Kubango, Drumond Jaime, disse em declarações ao Jornal de Angola que durante o período em balanço, o Executivo disponibilizou verbas superiores a cinco milhões de dólares, no âmbito dos programas de combate à pobreza e municipalização da saúde. Durante o encontro concluiu-se que a maior parte das administrações municipais não executou as tarefas.
Com excepção de Calai, todos os municípios estão a ser dirigidos por novos administradores, nomeados pelo governador da província, Higino Carneiro, no quadro da remodelação do governo local.

Cuito Cuanavale

Entre os municípios incumpridores destaque para os de Rivungo, Nankova, Cuangar, Mavinga, Dirico e Cuito Cuanavale. Com base nas reclamações apresentadas pelos novos administradores, o vice-governador Ernesto Kiteculo convocou este encontro para fazer um diagnóstico completo da realidade de cada município e depois imputar responsabilidades porque o dinheiro do Estado não pode ser utilizado para fins inconfessos.

Execução é baixa

O porta-voz do governo do Kuando-Kubango disse que a informação prestada pelos directores provinciais e administradores municipais foi fundamental e no final do encontro chegou-se à conclusão que o grau de execução das obras na província é muito baixo e não corresponde às verbas já pagas a estas empresas muitas das quais receberam 100 por cento do valor da empreitada. No final do encontro foi constituída uma equipa técnica que vai fazer um levantamento exaustivo, em todas as localidades da província para quantificar as obras feitas, a empresa responsável e o dinheiro entregue para depois se imputarem as responsabilidades de acordo os desfalques apurados.
Drumond Jaime, director provincial da Comunicação Social, salientou que os administradores lançaram obras para a construção e reabilitação de escolas, postos de saúde, depósitos de medicamentos, casas para os quadros, energia e água, aquisição de viaturas, mas muitos projectos não foram executados desconhecendo-se o destino dado ao dinheiro.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

António Guterres apela ao diálogo na Guiné-Conacri

O secretário-geral da ONU quer uma “solução pacífica” e “diálogo” para responder à crise pós-eleitoral na Guiné-Conacri. António Guterres pediu ao presidente reeleito Alpha...
- Publicidade -

FAF recebe ultimato da FIFA

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA), para responder até sexta-feira (30) às acusações de irregularidades...

Norberto de Castro está autorizado a concorrer à liderança da FAF

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) para responder, até sexta-feira, às acusações de irregularidades no...

CONTEXTOS: Tempo de Oposições

Desemprego, desordem e desinformação - destes 3 Ds se fará o "Verão Quente" prestes a começar no continente africano. De um lado, uma população...

Notícias relacionadas

António Guterres apela ao diálogo na Guiné-Conacri

O secretário-geral da ONU quer uma “solução pacífica” e “diálogo” para responder à crise pós-eleitoral na Guiné-Conacri. António Guterres pediu ao presidente reeleito Alpha...

FAF recebe ultimato da FIFA

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA), para responder até sexta-feira (30) às acusações de irregularidades...

Norberto de Castro está autorizado a concorrer à liderança da FAF

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) para responder, até sexta-feira, às acusações de irregularidades no...

CONTEXTOS: Tempo de Oposições

Desemprego, desordem e desinformação - destes 3 Ds se fará o "Verão Quente" prestes a começar no continente africano. De um lado, uma população...

Covid-19: Angola com 203 novos casos e 46 recuperados

Duzentos e três novas infecções, quatro óbitos e quarenta e seis recuperados foram registados, nas últimas 24 horas, em Angola. Segundo o secretário de Estado...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.