- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Alfabetização em projectos mineiros

Alfabetização em projectos mineiros

20130211140746mineirosUm programa de alfabetização e educação de adultos está em marcha desde 2011 nas províncias da Lunda-Sul e Lunda-Norte, para dotar os formandos de conhecimentos e formação profissional que lhes permitam, a médio prazo, habilitar-se aos empregos criados pelas vários projectos mineiros em exploração ou em estudo na região.
O objectivo é alfabetizar 800 adultos apenas este ano, num programa de grande impacto nas zonas mineiras, onde grande parte da população ainda é analfabeta e tem dificuldades em concorrer a postos de trabalho que exigem qualificação técnica e profissional no sector mineiro.
A iniciativa é da Escom Mining em parceria com as direcções provinciais da Educação e autoridades locais onde se situam os projectos mineiros. A Igreja Católica também colabora no projecto.
De acordo com o presidente da Fundação Escom, Octávio Serra Van-Dúnem, o objectivo é “colmatar as lacunas académicas, reforçar as valências pedagógicas dos professores primários e aumentar o nível de literacia nos projectos mineiros do Luó, Itengo e Tchegi”. Para isso, desde 2011, a fundação promove acções de formação para professores e alfabetizadores de adultos nos bairros abrangidos pelas concessões mineiras.
A iniciativa está de acordo com os objectivos estratégicos para o sector, definidos no Código Mineiro, que recomenda “criar emprego e melhorar as condições de vida das populações que vivem nas áreas de exploração mineira”.
A escolaridade exigida para um operador de máquinas é a sexta classe, requisito difícil de preencher pelos candidatos das províncias da Lunda-Norte e Lunda-Sul, onde se situam os maiores projectos mineiros, sobretudo ligados aos diamantes. Em Maio de 2012, começou o primeiro curso de formação de alfabetização de adultos com a participação de seis formadores, enquanto as aulas de alfabetização são frequentadas por 500 alunos, numa parceria com Direcção Provincial da Educação da Lunda-Sul e a Administração do Lucapa,
Além da organização do curso, a Angola Technical Services, subsidiária da Escom Mining, e a Fundação Escom suportam os salários dos alfabetizadores e todos os materiais necessários às aulas.

Para o presente ano, cujas aulas começaram no sábado, os promotores decidiram solicitar o apoio à Comunidade Dom Bosco, instituição católica com experiência e idoneidade na área, para avaliar o nível das aulas de alfabetização, o método usado e seleccionar novos alfabetizadores. O projecto prevê ainda dinamizar as bibliotecas das escolas primárias do Itengo, Lunda-Sul, e de Salipata, Lunda-Norte, equipadas pela Fundação Escom.
A Comunidade Dom Bosco promove em Angola, desde 1989, programas de formação de alfabetizadores de adultos e de aceleração escolar utilizando um método de ensino altamente inovador, com provas dadas para os alunos, que incentiva o gosto pelo saber e possibilita uma mais rápida aprendizagem.
A Educação foi eleita como a trave-mestra das actividades de responsabilidade social desenvolvidas pelas Escom Mining, através das suas participadas, com o apoio da Fundação Escom.
Um dos programas mais importantes, iniciado no ano passado, foi a criação de viveiros de hortícolas e árvores de fruta, num perímetro de quatro hectares dentro do projecto mineiro do Itengo, no âmbito de um plano mais abrangente denominado “Mina Escola” e que visa o fornecimento de sementes para a criação de hortas escolares, em terrenos com fácil acesso à água, que posteriormente proporcionam uma merenda escolar diária, saudável, variada e de baixo custo às crianças.
Das acções desenvolvidas, destacam-se ainda a construção e reabilitação de escolas, distribuição de materiais de ensino, formação de professores, apoio às populações, acesso à saúde, água e electricidade, divulgação e preservação da cultura nacional, num investimento superior a 200 milhões de Kwanzas, nos últimos anos, de que beneficiaram crianças e jovens em idade escolar. (jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...
- Publicidade -

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

Notícias relacionadas

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

MINSA teme colapso do sistema de Saúde

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, considerou sábado, em Luanda, que o aumento de infecções por Covid-19 no país pode...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.