- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Carnaval na rua

Carnaval na rua

20130210082738carnavO grupo carnavalesco União 54, da Maianga, é o grande ausente do Entrudo de Luanda.
António de Oliveira “Delón”, secretário-geral da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (Aprocal) disse ao Jornal de Angola que há descontentamento dos elementos do grupo que denunciam desfalques de dinheiro e falta de transparência na gestão.
O grupo ficou na nona posição da Classe B na edição passada, o que prejudicou a transição para a Classe A. Por isso foi tomada a decisão de se afastar da presente edição. Os elementos do grupo também discordam da decisão do júri e põem em causa a sua idoneidade.
A decisão de não participar na festa do Carnaval foi tomada em Setembro do ano passado e por isso o Grupo União 54 não recebeu os apoios financeiros nem o material a que os grupos carnavalescos têm direito.
António de Oliveira “Delón” disse que a Associação Provincial do Carnaval de Luanda vai reunir esta semana com a direcção do Grupo União 54, para encontrar uma solução. Fundado a 5 de Junho de 1954, o colectivo tem como estilo o semba e participou em 34 edições do Carnaval, tendo vencido em 1998.
Outro ausente é o Unidos do Caxinde, que aposta no Carnaval de rua. De acordo com o sorteio, era o primeiro grupo a desfilar.
Hoje desfilam 15 grupos carnavalescos da Classe B (adultos), a partir das 16h00, na Avenida Nova Marginal, em Luanda. Os representantes dos municípios de Luanda, Viana, Quissama e Icolo e Bengo disputam os cinco lugares cimeiros, com vista ao acesso directo à classe principal do próximo ano. Mas para subirem de divisão têm de se exibir de forma a convencer o júri, que tem como critérios de avaliação o corte, painel, comandante, alegoria e falange de apoio, cuja pontuação é de zero a dez em cada item podendo totalizar 40 pontos. As disciplinas da dança e da canção têm as maiores pontuações, de zero a 15 pontos em cada item, podendo mesmo totalizar 60.

Eis a ordem do desfile ditada pelo sorteio: União Angola Independente, Twafundumuka, Tonesa, União do Dungo, Juventude do Kilamba Kiaxi, Povo da Samba, União Giza, Zambas da Quissama, União Domante, Amazonas do Prenda, Nova Geração do Mar, Unidos do Kilamba Kiaxi, Geração Sagrada e União Tuabixila.

Bafos vence no Moxico

O grupo carnavalesco Bafos Produção, do Bairro Aço, sagrou-se ontem o vencedor do Carnaval Infantil, no Moxico, com 750 pontos, na sua terceira participação, seguido dos grupos Graças à Paz, do bairro Kapango, com 717 pontos, e 8 de Janeiro, do bairro Compão, com 620 pontos.
O primeiro classificado recebe como prémio o valor de 600 mil kwanzas, o segundo classificado 500 mil e o terceiro, 400 mil kwanzas. Os restantes recebem o valor de 70 mil kwanzas como prémio de participação. Nesta edição, o júri avaliou ainda a melhor canção, indumentária, coreografia e melhor organização. Participaram no desfile 13 grupos, vindos de diversos bairros do Luena e das escolas.
Hernâni Chingangum, responsável do grupo vencedor, disse que os integrantes tinham a lição estudada, fruto de duas participações nas edições anteriores em que o grupo terminou na segunda posição. “Vamos continuar a trabalhar para levar o troféu ao bairro e superar algumas falhas que notamos desta vez. Pretendemos igualmente aumentar o número de dançarinos e escrever novas mensagens”, disse.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Escassez de combustível em Mbanza Kongo atribuída ao contrabando

Mbanza Kongo - Munícipes de Mbanza Kongo, província do Zaire, afirmaram nesta sexta-feira que as constantes rupturas de combustíveis que se assiste na cidade...
- Publicidade -

MBanza Kongo Património Mundial da Humanidade ou do contrabando?

Contrabando é sinal de irregularidade. É uma violação grosseira às normas sociais e económicas que regem os Estados. O centro histórico de MBanza Kongo,...

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu hoje num relatório sobre a África subsaariana que todas as economias dos países lusófonos africanos cresçam já em...

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo à Covid-19

Recorde-se que foi a 13 de Outubro que o jogador soube que estava infectado com o novo coronavírus. Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo à...

Notícias relacionadas

Escassez de combustível em Mbanza Kongo atribuída ao contrabando

Mbanza Kongo - Munícipes de Mbanza Kongo, província do Zaire, afirmaram nesta sexta-feira que as constantes rupturas de combustíveis que se assiste na cidade...

MBanza Kongo Património Mundial da Humanidade ou do contrabando?

Contrabando é sinal de irregularidade. É uma violação grosseira às normas sociais e económicas que regem os Estados. O centro histórico de MBanza Kongo,...

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu hoje num relatório sobre a África subsaariana que todas as economias dos países lusófonos africanos cresçam já em...

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo à Covid-19

Recorde-se que foi a 13 de Outubro que o jogador soube que estava infectado com o novo coronavírus. Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo à...

Assassino de professor francês em contacto com ‘jihadista’ russófono

O assassino do professor francês degolado na sexta-feira estava em contacto com um ‘jihadista’ russófono na Síria, indicou hoje fonte próxima do dossier. A identidade...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.