- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Moçambique: Centenas de pessoas à fome em Guijá

Moçambique: Centenas de pessoas à fome em Guijá

3E43AFF1-BE88-4C79-8CA5-042F29558F03_w640_r1_s_cx0_cy10_cw83Depois do drama das cheias, chegou a fome para centenas de pessoas do distrito de Guijá, na província de Gaza.

Segundo informações daquela região, uma das mais afectadas pelas cheias deste ano em Moçambique, estão a consumir alimentos deteriorados apanhados no vizinho distrito de Chókwe, que continua parcialmente abandonado depois da evacuação provocada pelas cheias.

O consumo de produtos deteriorados

Com o comércio ainda encerrado e a produção agrícola perdida na água, as famílias fora dos centros de acomodação recorrem a produtos estragados para a sua alimentação, num claro atentado a saúde e vida.

O Instituto Nacional de gestão de Calamidades diz estar a par da situação estando a acompanhá-la com grande preocupação.

“A orientação que há é que os comerciantes canalizem os produtos estragados para um ponto e que as autoridades municipais irão reconher para incineração. Esta é a medida que já foi anunciada e esperamos que os comerciantyes cumpram com as suas responsabilidades” disse Rita Almeida, porta-voz do INGC.

Farinha de milho, arroz e feijão em avançado estado de degradação, como resultado de dias debaixo de inundações dentro dos estabelecimentos comerciais da cidade de Chókwe, são os produtos apetecidos.

Neste momento, ainda não foram reportados casos de doenças aliadas ao consumo de produtos deteriorados, contudo, o INGC diz estar em estado de alerta para esta eventualidade. (voaportugues.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Moçambique: MDM acusa FRELIMO de atacar a sua comitiva em Inhambane

O partido no poder já negou as acusações da segunda maior força da oposição. Mesmo assim o MDM exige que a polícia esclareça o...
- Publicidade -

Beto Kaputo: “Fugimos com a farda e as armas portuguesas a partir de Cabinda”

“Boa tarde, eu sou o Beto Kaputo”. Foi assim que a equipa do Jornal OPAÍS foi recebida na residência deste general de três estrelas,...

Empresário condenado na Suíça por corrupção de quadros da Sonangol

A justiça suíça condenou ex-administrador de uma empresa holandesa, que reside em Portugal, por corrupção de vários quadros da petrolífera estatal angolana Sonangol. 5,8...

Ministério da Educação descontente com a suspensão das aulas presenciais na Escola Portuguesa de Luanda

O Ministério da Educação (MED) angolano reagiu com "surpresa" e "desagrado" à decisão da Escola Portuguesa de Luanda de suspender as aulas presenciais, a...

Notícias relacionadas

Moçambique: MDM acusa FRELIMO de atacar a sua comitiva em Inhambane

O partido no poder já negou as acusações da segunda maior força da oposição. Mesmo assim o MDM exige que a polícia esclareça o...

Beto Kaputo: “Fugimos com a farda e as armas portuguesas a partir de Cabinda”

“Boa tarde, eu sou o Beto Kaputo”. Foi assim que a equipa do Jornal OPAÍS foi recebida na residência deste general de três estrelas,...

Empresário condenado na Suíça por corrupção de quadros da Sonangol

A justiça suíça condenou ex-administrador de uma empresa holandesa, que reside em Portugal, por corrupção de vários quadros da petrolífera estatal angolana Sonangol. 5,8...

Ministério da Educação descontente com a suspensão das aulas presenciais na Escola Portuguesa de Luanda

O Ministério da Educação (MED) angolano reagiu com "surpresa" e "desagrado" à decisão da Escola Portuguesa de Luanda de suspender as aulas presenciais, a...

BAI concede 31% da carteira de crédito ao sector imobiliário

O Banco Angolano de Investimentos (BAI) concedeu, ao longo dos seus 24 anos de existência, empréstimos anuais de 31% da sua carteira de crédito...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.