- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Apelos para nova revolta na Líbia inquietam autoridades

Apelos para nova revolta na Líbia inquietam autoridades

ng2373564Dois anos depois da revolução que derrubou o regime de Muammar Kadhafi, as “novas” autoridades da Líbia são criticadas pela incapacidade de promover reformas e os apelos para novas manifestações no país estão a aumentar.

Grupos de ativistas estão a convocar protestos para 15 de fevereiro (sexta-feira, dia sagrado para os muçulmanos) para assinalar o aniversário da “revolução de 17 de fevereiro de 2011”, dia que marcou o início das primeiras grandes manifestações contra o regime de Kadhafi, apanhado na vaga de contestação popular que abalava então vários países do mundo árabe, conhecida como a “primavera árabe”.
A expulsão dos responsáveis do antigo regime, a queda do (novo) regime, a dissolução das milícias armadas, que atuam fora da lei, ou a reforma do ensino superior são algumas das reivindicações que agora se ouvem na Líbia.
Segundo a agência francesa AFP, circula em Tripoli um folheto a pedir uma “revolta popular” e “desobediência civil” para “derrubar o regime”, encorajando os líbios a armazenarem alimentos e combustíveis, em antecipação de uma possível paralisação do país a partir de 15 de fevereiro. Ler mais

(dn.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.