- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Timor-Leste doa 550 mil euros para ajudar vítimas das cheias em Moçambique

Timor-Leste doa 550 mil euros para ajudar vítimas das cheias em Moçambique

IFO Governo de Timor-Leste anunciou hoje a doação de 550 mil euros para ajudar as vítimas das cheias em Moçambique, que desde outubro já provocaram a morte a 90 pessoas.

“Na sequência das inundações que atingiram o sul de Moçambique, provocando dezenas de mortos e mais de 150 desalojados, o Conselho de Ministros aprovou a doação de 750 mil dólares americanos (cerca de 550 mil euros) para fins de assistência humanitária à população afetada”, refere o Governo em comunicado hoje divulgado.

A decisão foi tomada na reunião de Conselho de Ministros do passado dia 30.

As cheias que, desde outubro, assolam Moçambique, causaram 91 mortos e afetaram 200 mil pessoas, segundo o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades moçambicano, órgão governamental.

Moçambique acolheu durante a luta pela restauração da independência de Timor-Leste elementos da frente diplomática da resistência timorense, entre os quais se destacam o ex-primeiro-ministro Mari Alkatiri, secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), e a atual Procuradora-geral da República, Ana Pessoa. (lusa.pt)

O ex-Presidente timorense e Prémio Nobel da Paz José Ramos-Horta também esteve exilado em Moçambique.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.