- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Angola está no caminho certo para cumprir com as metas dos Objectivos...

Angola está no caminho certo para cumprir com as metas dos Objectivos do Milénio

angolaO consultor do Centro de Desenvolvimento de Parcerias de Angola, Henrique Calazans, reconheceu hoje, sexta-feira, que o país está no caminho certo para cumprir, ainda que de forma parcial, as metas do Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) até 2015.

Apesar de admitir que ainda há muito trabalho a ser feito, o especialista referiu que o governo angolano tem dado passos firmes para cumprir com as metas dos ODM, investindo forte no bem-estar da população.

Henrique Calazans contrariou as análises que têm sido feitas sobre a realidade concreta da implementação dos objectivos de desenvolvimento do milénio em Angola, muitas das quais apontam para uma letargia no cumprimento das metas.

“Reconheço que há muito trabalho por fazer, mas temos que admitir que o país está numa fase de mudanças significativas que concorrem para o cumprimento das metas dos objectivos de desenvolvimento do milénio”, aclarou.

Para o consultor do Centro de Desenvolvimento de Parcerias de Angola é errado avaliar os ODM de forma isolada, já que os oito objectivos estão interligados e cada um deles visa a melhoria das condições de vida das populações.

Contudo, Henrique Calazans lamentou o fraco envolvimento das organizações da sociedade civil angolana na implementação da agenda de desenvolvimento do milénio, bem como da pouca divulgação dos ODM.

Em Setembro de 2000 os dirigentes mundiais, reunidos na cimeira do milénio, reafirmaram as suas obrigações comuns para com as pessoas mais vulneráveis, em particular as crianças, comprometendo-se, assim, a atingir um conjunto de objectivos específicos que irão guiar os seus esforços até 2015 no que diz respeito ao combate à pobreza e ao desenvolvimento sustentável dos respectivos países.

Até 2015, os 189 Estados membros da Organização das Nações Unidas (ONU) comprometeram-se a erradicar à pobreza extrema e à fome, alcançar o ensino primário universal, promover a igualdade de género e a autonomia da mulher, reduzir a mortalidade de crianças, melhorar a saúde maternas, combater o Vih/Sida, a malária e outras doenças, garantir a sustentabilidade ambiental e criar uma parceria global para o desenvolvimento.

(portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...
- Publicidade -

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Notícias relacionadas

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Racismo e política externa dominam último debate nos EUA

Com mudança de regra, Donald Trump e Joe Biden fazem debate menos caótico, mas mantêm os ataques pessoais e as trocas de acusações. O segundo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.