- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Forças Armadas devem evoluir para combate à imigração ilegal

Forças Armadas devem evoluir para combate à imigração ilegal

O ministro da Defesa Nacional, Cândido Pereira Van-Dúnem, defendeu hoje, quarta-feira, em Luanda, ser imprescindível a adaptação permanente e evolutiva da organização das Forças Armadas Angolanas à nova conjuntura, com vista a fazer face à imigração ilegal.

“A nova conjuntura apresenta-se como a concretização dos planos de destabilização económica de que o país (Angola) foi alvo durante os anos da guerra civil”, afirmou o titular da pasta da defesa quando discursava na abertura da reunião de dirigentes das FAA, que decorre nesta capital.

Questões relacionadas ao funcionamento das actividades das FAA, bem como as perspectivas de acções para o futuro, configuram a agenda da reunião, que termina nesta sexta-feira.

“O nosso território tem sido reiteradas vezes palco de acções de invasão de cidadãos estrangeiros que, a procura das melhores condições de vida, atravessam a nossa fronteira com países vizinhos e fixam-se em diferentes pontos do território, a fim de aí desenvolverem negócios ilícitos”, salientou.

Cândido Van-dúnem afirmou que a situação “tomou proporções preocupantes nos últimos tempos com o envolvimento de alguns cidadão nacionais, que são aliciados a ponto de facilitarem a entrada de garimpeiros em Angola”.

Chamou a atenção dos dirigentes militares para a contínua elevação dos níveis de prontidão combativa dos efectivos das FAA, a fim de garantir a operacionalidade das tropas.

Acrescentou que a prontidão combativa deve resultar do protagonismo patriótico que sempre caracterizou os seus dirigentes e responsáveis, nos momentos mais difíceis que marcaram a luta pela conquista da independência, a paz e a democracia.

Segundo o governante, essa postura patriótica dos militares das FAA é a continuação da herança vinda das resistências à ocupação colonial, em que os exemplos vivos de Njinga Mbandi, Ekuikui II, Mandume e tantos outros foram sempre seguidos na luta secular travada em prol da liberdade dos angolanos.

Destacou que “os militares das Forças Armadas Angolanas são conhecidos pela sua elevada dedicação e amor à pátria, pelo seu enorme sacrifício, vincado na pré-disposição para a troca da própria vida, se necessário for, em prol do bem comum”.

Sublinhou que a organização das FAA rege-se por princípios e normas que estabelecem cadeias de atribuições específicas, onde os diferentes órgãos de gestão dos bens patrimoniais e públicos são chamados a prestarem contas das suas operações de forma clara e transparente, para que os objectivos a que estão destinados sejam satisfatoriamente cumpridos. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...
- Publicidade -

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Notícias relacionadas

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Guiné-Bissau regista 14 novos casos para total de 2.403

A Guiné-Bissau registou na última semana 14 novos casos positivos para o novo coronavírus, num total de 2.403 infectados, e manteve o número de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.