- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Caló Pascoal apoia talentos

Caló Pascoal apoia talentos

O músico Caló Pascoal defendeu ontem, em Luanda, a importância de se prestar mais atenção à música e aos instrumentistas nacionais, com vista a valorizar e divulgar mais o seu contributo na afirmação do cancioneiro do país.
Em declarações à Angop, considerou que deve ser posta à disposição do público o trabalho feito pelos instrumentistas angolanos, nomeadamente, um repertório constituído apenas por músicas instrumentais.
“É importante que o trabalho dos instrumentistas angolanos seja consumido pelo público e isso só vai acontecer com a publicação de discos, cuja música é simplesmente à base de instrumentais”, reforçou.
Para Caló Pascoal, é importante que também se faça uma aposta muito séria na música instrumental, tendo em conta a sua trajectória e importância, com maior realce para as músicas produzidas ao longo dos anos 1960 até 1980, por artistas como Baião, Sebastião Matumona, Boto Trindade, Pakito, Manico e Marito, solistas que deixaram marcas no mercado.
O produtor lamentou o facto de actualmente existir no país um défice acentuado de músicos instrumentais no mercado nacional, razão pela qual adianta ser importante uma aposta forte na formação.
“Temos de apostar na formação de formadores para podermos ter novamente no mercado instrumentistas como Boto Trindade, Marito e Baião. A formação é também essencial para que possamos produzir músicas cujos conteúdos mostrem a identidade angolana e o valor da cultura”, reforçou.
A internacionalização da música angolana, mais concretamente a produzida com base no semba, obriga a que se tenha bons instrumentistas, que vão dar o verdadeiro toque no instrumental.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

PGR diz que não existe mandado de detenção contra o antigo primeiro-ministro guineense

O Procurador geral da República, Fernando Gomes, disse que o ministério público não emitiu ainda nenhum mandado de detenção contra o antigo primeiro-ministro, Aristides...
- Publicidade -

José Carlos Delgado eleito Provedor de Justiça de Cabo Verde

O antigo presidente do Tribunal de Contas, José Carlos Delgado, foi confirmado pelo Parlamento, como o novo Provedor de Justiça de Cabo Verde. Parlamento aprovou...

A economia moçambicana cresce mas não cria poupança, alertam especialistas

Pouco mais de 36 por cento da população moçambicana adulta tem conta bancária. Moçambique assinala o Dia Internacional da Poupança, amanhã, 31, com o reconhecimento...

Ministério da Família preocupado com assédio moral e sexual

O Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) apontou haver preconceito de género, assédio moral e sexual nas instituições de defesa...

Notícias relacionadas

PGR diz que não existe mandado de detenção contra o antigo primeiro-ministro guineense

O Procurador geral da República, Fernando Gomes, disse que o ministério público não emitiu ainda nenhum mandado de detenção contra o antigo primeiro-ministro, Aristides...

José Carlos Delgado eleito Provedor de Justiça de Cabo Verde

O antigo presidente do Tribunal de Contas, José Carlos Delgado, foi confirmado pelo Parlamento, como o novo Provedor de Justiça de Cabo Verde. Parlamento aprovou...

A economia moçambicana cresce mas não cria poupança, alertam especialistas

Pouco mais de 36 por cento da população moçambicana adulta tem conta bancária. Moçambique assinala o Dia Internacional da Poupança, amanhã, 31, com o reconhecimento...

Ministério da Família preocupado com assédio moral e sexual

O Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) apontou haver preconceito de género, assédio moral e sexual nas instituições de defesa...

Medidas sanitárias adiaram projecções da Organização Mundial da Saúde

As medidas sanitárias adoptadas permitiram com que o país adiasse, por três meses, a cifra dos dez mil casos de Covid-19, prevista para Junho,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.