- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Argentina espera controlar as Malvinas dentro de 20 anos

Argentina espera controlar as Malvinas dentro de 20 anos

Em entrevista, o ministro dos Negócios Estrangeiros argentino afastou, no entanto, a hipótese de “uma solução militar” para resolver a disputa das ilhas do Atlântico Sul.

A Argentina espera controlar as ilhas Malvinas dentro de 20 anos, afirmou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros argentino, Héctor Timerman, numa entrevista conjunta aos jornais The Guardian e The Independent.
Timerman chegou a Londres na segunda-feira para uma visita de três dias.

Na entrevista aos jornais, publicada nas edições ‘online’, Timerman afastou “uma solução militar” para resolver a disputa das ilhas do Atlântico Sul e considerou que o Reino Unido está isolado internacionalmente.

“Não creio que passem 20 anos (para que a Argentina controle as Malvinas, designadas pelos britânicos como Falklands). Creio que o mundo percebe cada vez mais que se trata de um assunto de colonialismo, que os que vivem nas ilhas foram levados para lá”, afirmou.

O ministro disse que o Governo argentino “tenta encontrar uma solução desde há 180 anos” e afirmou que “os fanáticos não estão em Buenos Aires, mas provavelmente no Reino Unido, a 14 mil quilómetros de distância das ilhas”. Ler mais

(expresso.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.