- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Angola divulga minas e mobiliza investidores

Angola divulga minas e mobiliza investidores

O ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, que participa desde ontem, na Cidade do Cabo, África do Sul, na Conferência Internacional de Minas (Mining Indaba), aproveita para divulgar o Código Mineiro e as principais acções de Angola no sentido de melhorar o conhecimento do sector e diversificar a actividade mineira.
A delegação angolana vai também aproveitar a oportunidade para mobilizar investidores para os projectos mineiros em promoção no país. O Mining Indaba tem periodicidade anual e é o maior acontecimento de promoção e mobilização de investimentos mineiros organizado no continente africano.
A par do Mining Indaba, realiza-se uma feira internacional onde várias empresas expõem o seu potencial no domínio mineiro, procuram estabelecer parcerias e mobilizar investidores. No certame, participam investidores, operadores mineiros, bancos e prestadores de serviços.
Angola marca presença com a participação da Endiama, Sodiam, Ferrangol e outras empresas do ramo mineiro, que vão aproveitar para mostrar os projectos em prospecção no domínio dos diamantes, fosfatos, cobre, ouro , terras raras e minérios básicos, no sentido de aumentar a capacidade de exploração de rochas ornamentais e outras matérias primas necessárias à indústria.
O Executivo iniciou negociações com parceiros de renome internacional, para a exploração, no norte do país, de fosfatos, potássio e produção de adubos, visando o desenvolvimento da agricultura e a construção de um complexo para a transformação dos minérios. As actividades desenvolvidas permitiram a descoberta de reservas de cobre nas províncias de Cabinda, Moxico e Kuando-Kubango, de ferro, na Huíla e Kwanza-Norte. Angola começou a prospecção de bauxite, nas províncias do Kwanza-Sul e Uíge, e desenvolve também iniciativas do género no Zaire e Lunda-Norte.
O fabrico de quartzo e de materiais de construção de origem mineira está a proporcionar o aumento da produção de burgau, areia e brita no país. Através de uma sociedade mista entre o sector público e o privado, Angola retomou a exploração de ferro e de manganés com um projecto integrado que incluiu a indústria metalúrgica e siderúrgica.
No sector dos diamantes existem acções que visam, para além da extracção, a valorização de todas as fases da cadeia desta indústria.

O sector tem assinados vários contratos de prospecção e exploração com empresas nacionais e estrangeiras, com o objectivo de, nos próximos anos, dar uma maior contribuição ao crescimento económico do país com a execução de vários projectos em zonas rurais.
Os desafios no sector mineiro angolano ainda são enormes e o caminho a percorrer é ainda longo, dados os inúmeros desequilíbrios sofridos pela economia mundial, nos últimos tempos, e que de forma directa ou indirecta afectaram o país em crescimento, consideram os observadores.
O relançamento da exploração mineira nas províncias da Huíla e do Namibe tem como principal objectivo o desenvolvimento da região sul de Angola.
O ministro Francisco Queiroz disse, recentemente, que a parte norte da província do Cunene tem grande importância em termos de recursos minerais não diamantíferos, muitos dos quais ainda desconhecidos, por falta de mapeamento físico do potencial.
“Vamos de imediato proceder ao levantamento geofísico, mapeamento geológico-mineiro e depois promover o investimento nas regiões”, afirmou o ministro Francisco Queiroz, acrescentando que está em curso a contratação das empresas de exploração e que financiamentos estão em estudo.
Francisco Queiroz realçou o grande potencial em termos de minerais para a construção civil que existe na Huíla e no Namibe, entre os quais o granito e o mármore, areeiros e outros. Advogou, por isso, maiores investimentos visando o desenvolvimento social e económico daquelas regiões.
Na visita à Huíla, em Dezembro, o ministro deixou uma recomendação: “promover o sector para que haja mais investimentos e que isso se traduza na melhoria das condições de vida e também maior arrecadação de receitas fiscais para o Estado”. O ministro disse ainda que, dentro do projecto de desenvolvimento mineiro nas províncias da Huíla, Cunene e Namibe, está também incluso o Porto Mineraleiro, localizado na vila do Saco-Mar, a dez quilómetros da cidade. Francisco Queiroz considerou “estratégico” este porto, na medida em que a exportação de minerais passa a ser feita através dele. (jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...
- Publicidade -

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Notícias relacionadas

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Racismo e política externa dominam último debate nos EUA

Com mudança de regra, Donald Trump e Joe Biden fazem debate menos caótico, mas mantêm os ataques pessoais e as trocas de acusações. O segundo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.