- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura A história tem como pano de fundo a Luanda actual do pós-guerra

A história tem como pano de fundo a Luanda actual do pós-guerra

“Os Transparentes”, é a mais recente obra literária do escritor angolano Ondjaki. O livro foi lançado no dia 24 de Janeiro, na Associação Chá de Caxinde, em Luanda.

Antes, na segunda-feira, dia 21, Ondjaki esteve no Jardim da Cultura, no Huambo, também para uma sessão de lançamento do livro.

A história da obra tem como pano de fundo a Luanda actual do pós-guerra. “Combinando com rara mestria os registos lírico e humorístico”, “Os Transparentes” dá vida a uma vasta galeria de personagens onde estão todos os grupos sociais, intercalando com diálogos com sugestivas descrições da cidade degradada e moderna.

Retrato preciso, emotivo e desumano de Luanda

Ondjaki propõe-nos um retrato preciso, emotivo e desumano de Luanda. A história do homem transparente e do prédio onde vive está marcada por um delicioso registo humorístico, por vezes irónico, que se constitui como contraponto às acutilantes denúncias da degradação social e à visão amarga da vida na capital.

Nos trabalhos anteriores Ondjaki sempre colocou Luanda no centro da sua escrita e das suas histórias e o mesmo acontece com “Os Transparentes” em que Luanda, a de hoje, volta a aparecer, num clima de pós-guerra, vivendo numa democracia, onde “progresso” e “desenrasca” andam de braço dado.

Ondjaki nasceu em Luanda, em 1977. O escritor é já conhecido por obras como “O assobiador” (2002), “Quantas madrugadas tem a noite” (2004), “Os da minha rua” (2007), “Avó Dezanove e o segredo do soviético” (2008).

(voaportugues.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Ondjaki, segundo li algures, reside no Rio de Janeiro. Nasceu em Luanda após a Independência de Angola e a minha pergunta é a seguinte: Longe da sua terra como é possível relatar factos não só atuais como passados naquelas terras. Julgo que a maioria dos relatos ou histórias são imaginários.

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.