- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola MNE maliano quer manter militares franceses no paìs

MNE maliano quer manter militares franceses no paìs

Maliano pintou o corpo com as cores da bandeira de França para agradecer a ajuda do Presidente François Hollande para expulsar os islamistas radicais Fotografia © Reuters
O ministro maliano dos Negócios Estrangeiros, Tieman Hubert Coulibaly, disse hoje esperar que a operação militar francesa continue no Mali, onde “a dimensão aérea é muito importante (…) face a combatentes aguerridos cujo arsenal é preciso destruir”.

“Com o fim do avanço dos terroristas e a libertação das três grandes cidades do norte, a operação francesa vai permitir a instalação nesta zona do exército maliano e da Misma, a missão africana de apoio ao Mali. Mas, face a combatentes aguerridos cujo arsenal é preciso destruir, desejamos que a missão continue. Sobretudo porque a dimensão aérea é muito importante”, declarou Coulibaly numa entrevista ao semanário francês ‘Le Journal du dimanche’.
O presidente francês, François Hollande, que no sábado visitou o Mali, disse na altura que a França ficará “o tempo que for preciso” no Mali.
Hoje, horas depois da partida do presidente francês, o estado-maior das forças armadas francesas informou ter havido “importantes ataques aéreos” no norte de Kidal, o último bastião dos radicais islamitas no norte do Mali.
Estes bombardeamentos, no norte de Kidal e na região de Tessalit, visavam “depósitos logísticos e centros de treino” dos grupos islamitas armados, precisou o porta-voz do estado-maior das forças francesas, o coronel Thierry Burkhard. Ler mais

(dn.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.