- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Ministra do Comércio promete mais apoio a populações rurais

Ministra do Comércio promete mais apoio a populações rurais

A ministra do Comércio, Rosa Pacavira, disse que o executivo prevê prestar apoio redobrado às famílias rurais ocupadas em
actividades de subsistência, para permitir que estas tenham maiores rendimentos e, desta forma, combater efectivamente a fome e a pobreza no seio das populações do campo.

Falando à imprensa no final de uma audiência que concedeu esta quinta-feira ao director-geral do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, a governante angolana disse que este ano o executivo vai investir, seriamente, na formação e capacitação destas pessoas com vista a aprimorar os seus conhecimentos.

“Nós vamos aprimorar mais a assistência técnica e investir mais no capital humano, através da formação e capacitação, assim como faremos maior acompanhamento do trabalho dos camponeses, desde a sementeira até à colheita e à venda dos produtos” – afirmou Rosa Pacavira.

Sublinhou que o encontro com o responsável da FAO deu-lhe outras luzes sobre a administração/gestão deste sector (Comércio), visto que aprendeu novas técnicas para escoar a produção agrícola, para ajudar os camponeses a saírem da pobreza e da subsistência, bem como criar projectos eficazes que possam gerar maior rendimento.

A ministra informou, entretanto, que uma das estratégias prioritárias do Executivo de combate à pobreza e à fome é a criação (desde 2010) de mercados locais e feiras rurais em vários municípios, acção que se vai estender em novas localidades no decurso deste ano, com vários mecanismos que permitam o escoamento dos produtos para zonas urbanas.

Por outro lado, a governante disse ter auscultado do director-geral da FAO a experiência do seu país (Brasil) sobre o seguro agrícola (em fase de estudo para ser implementado no país), o que lhe vai permitir fazer alguns ajustes no projecto face à realidade angolana, para que o referido seguro em Angola tenha o sucesso desejado.

“O José Graziano disse que realmente no Brasil a experiência não foi nada muito boa, pelo que estão a trabalhar novamente em torno do projecto. O Brasil evoluiu do seguro agrícola para o seguro ou garantia safra, pelo que nós temos que beber da experiência dos outros para aprimorarmos o nosso projecto” – reconheceu.

A Garantia Safra é um benefício social vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário do Brasil que tem como objectivo garantir renda mínima para a sobrevivência de agricultores de localidades atingidas sistematicamente por situações de emergência ou calamidade pública por causa de estiagem ou excesso hídrico.

Os recursos para o pagamento do benefício são constituídos das contribuições dos próprios agricultores (taxa de adesão), dos municípios, dos Estados e da União. Essas contribuições formam o Fundo Garantia Safra, administrado pela Caixa Económica Federal, explicou o director-geral da FAO, durante a audiência com Rosa Pacavira. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...
- Publicidade -

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...

UNITA apoia manifestação contra desemprego e por eleições autárquicas

A UNITA, principal partido da oposição em Angola, apoia uma manifestação programada para este sábado, 24, por activistas como forma de pressionar o Presidente...

Notícias relacionadas

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...

UNITA apoia manifestação contra desemprego e por eleições autárquicas

A UNITA, principal partido da oposição em Angola, apoia uma manifestação programada para este sábado, 24, por activistas como forma de pressionar o Presidente...

Última Hora: Um morto, três feridos e 50 detidos em tumultos no município de Cacuaco

Uma pessoa morreu, pelo menos três ficaram feridas e 50 foram detidas na sequência de um tumulto registado hoje no Sequele, município de Cacuaco,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.