- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Angola e Suíça assinam acordos para eliminação de vistos diplomáticos e sobre...

Angola e Suíça assinam acordos para eliminação de vistos diplomáticos e sobre matéria migratória

Angola e a Suíça assinam terça-feira em Luanda dois acordos para supressão de vistos diplomáticos e de serviço e sobre matéria migratória, durante a visita oficial da ministra da Justiça e Polícia suíça, segundo comunicado enviado à Lusa.

A estada de três dias de Simonetta Sommaruga em Angola inclui uma deslocação à província da Lunda Sul, onde visitará o projeto mineiro diamantífero de Catoca, e visitas aos centros de acolhimento de refugiados no Aeroporto 4 de Fevereiro e em Viana, arredores de Luanda.

O acordo para a supressão de vistos diplomáticos e de serviço será assinado com o chefe da diplomacia angolana, Georges Chicoti e sobre a cooperação em matéria migratória com o ministro do Interior, Ângelo Veiga.

Segundo a edição de hoje do Jornal de Angola, as negociações dos dois documentos foram concluídas em julho de 2012, em Berna.

A visita de Simonetta Sommaruga a Angola ocorre cerca de mês e meio depois dos dois países terem anunciado chegado a acordo para a devolução a Luanda de 32,6 milhões de euros que estavam bloqueados em vários bancos suíços.

O dinheiro angolano foi libertado após um “longo processo de negociações” entre os dois governos, escreveu então na sua edição de 18 de dezembro o diário estatal Jornal de Angola.

Segundo aquele jornal, as autoridades bloquearam o dinheiro depositado por Angola em bancos suíços, presumindo que se tratava de “dinheiro sujo”.

Em 2005, após uma investigação, o Procurador-Geral de Genebra concluiu que o dinheiro angolano “tinha origem legal e todas as suspeitas faziam parte de uma campanha internacional, orquestrada contra Angola, para travar a ofensiva contra as tropas de Jonas Savimbi”, escreveu na sua edição de 18 de dezembro o Jornal de Angola.

O acordo, assinado pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros da Suíça, Yves Rossier, e por Carlos Alberto Fonseca, secretário para as Relações Exteriores do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, prevê que o dinheiro a devolver seja aplicado no financiamento de projetos de desenvolvimento em Angola.

A execução do acordo atribui à Suíça, bem como a Angola, o controlo da aplicação do dinheiro. (lusa.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...
- Publicidade -

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Notícias relacionadas

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Racismo e política externa dominam último debate nos EUA

Com mudança de regra, Donald Trump e Joe Biden fazem debate menos caótico, mas mantêm os ataques pessoais e as trocas de acusações. O segundo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.