- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Renda resolúvel no Kilamba: Preços acessíveis vão aumentar procura

Renda resolúvel no Kilamba: Preços acessíveis vão aumentar procura

A SONIP – Sonangol Imobiliária e Propriedades publicou, na edição de ontem, quinta-feira, um anúncio no único jornal diário do país (o Jornal de Angola) em que informava os interessados que as casas do Kilamba (Luanda) – nas modalidades de compra e arrendamento via renda resolúvel – estarão disponíveis a partir de hoje, dia 1 de Fevereiro. A Delta Imobiliária, empresa que foi escolhida para gerir o processo de venda dos imóveis, disse ao Novo Jornal que desconhece os procedimentos a adoptar pelos clientes.

Segundo apurou o Novo Jornal, está em curso uma mudança de fundo nos preços praticados na nova cidade do Kilamba. Os preços nominais podem, disseram algumas fonts conhecedoras do processo, sofrer cortes de até 50 por cento. As rendas resolúveis vão também baixar para níveis inferiores ao que estava previsto.

A nova tabela de preços deve ser anunciada durante os próximos dias.

A única questão que levanta algumas dúvidas é simples: até agora não foram concretizados os modelos de inscrição, selecção e pagamento e a forma como os cidadãos vão poder aceder às casas do Kilamba através do formato de renda resolúvel.

O comunicado que saiu no Jornal de Angola diz expressamente que “[os interessados] poderão dirigir-se aos postos de venda da Delta Imobiliária, na cidade do Kilamba”. “Eles podem ter escrito isso mas o que é facto é que, até agora, não temos informações concretas acerca do processo. Sabemos que corremos o risco de receber nas nossas lojas um grande afluxo de pessoas. Mas se isso acontecer, a única coisa que podemos fazer é informar os interessados e encaminhá-los para a SONIP”, explica fonte da Delta.

Até ao fecho da edição foi possível apurar que também aqui, onde a Delta assume desconhecer como será operacionalizado todo o processo de venda e arrendamento, estão a ser tomadas medidas concretas.

O regime de renda resolúvel e de arrendamento, informou a SONIP, bem como da compra e venda, é extensível a todos os projectos imobiliários da subsidiária da Sonangol, designadamente nas novas centralidades do Kilamba, Cacuaco, Capari, Km 44 e Zango (Condomínio Vida Pacífica).

As regras que serão anunciadas nos próximos dias devem também incluir os novos empreendimentos.

O formato de renda resolúvel é aplicado nos casos em que os inquilinos adquirem um imóvel, pagando uma prestação mensal (renda), tornando- se proprietários ao fim de um determinado período de tempo – 20 anos, por exemplo.

A alternativa à compra dos imóveis disponíveis na nova centralidade, que continua praticamente desabitada, já tinha sido divulgada durante o ano de 2012. Ao que se sabe, poucas pessoas tiveram acesso às habitações sem ser através da compra.

Segundo o regulamento em vigor, o arrendamento e a renda resolúvel, só está disponível para os cidadãos angolanos, maiores de 18 anos, que não possuam habitação própria ou não estejam inscritos em qualquer programa habitacional do Estado.

A cidade do Kilamba está implantada numa área total equivalente a 5400 campos de futebol, do qual a primeira fase, que possui 115 edifícios, ocupa uma área aproximada de 900 campos de futebol. As infra-estruturas albergam 3180 apartamentos para 19 800 moradores, três escolas primárias e igual número de escolas secundárias, bem como quarto creches e 28 lojas. Os preços oficiais dos apartamentos estão entre os 100 e os 200 mil dólares – valor inacessível para a maioria dos angolanos.

M. G. (Novo Jornal)

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Estudo indica como vírus se espalha em uma sala de aula

A pesquisa apontou que, mesmo com distância de mais de 2 metros entre os estudantes, partículas minúsculas suspensas no ar podem circular entre eles. Em...
- Publicidade -

Por que a mudança para o gás de cozinha ainda é tão lenta em África?

O uso de combustíveis como carvão vegetal ou mesmo querosene para cozinhar é um contribuinte significativo para as mortes relacionadas à poluição. A solução é...

FC Porto e Marselha derrotados no arranque da Liga dos Campeões

A primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões edição 2020/2021 ficou encerrada na quarta-feira 21 de Outubro, sendo que o FC...

Papa Francisco defende uniões de facto de casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu hoje pela primeira vez que os casais homossexuais devem ser protegidos pelas leis da união civil, durante uma entrevista para...

Notícias relacionadas

Covid-19: Estudo indica como vírus se espalha em uma sala de aula

A pesquisa apontou que, mesmo com distância de mais de 2 metros entre os estudantes, partículas minúsculas suspensas no ar podem circular entre eles. Em...

Por que a mudança para o gás de cozinha ainda é tão lenta em África?

O uso de combustíveis como carvão vegetal ou mesmo querosene para cozinhar é um contribuinte significativo para as mortes relacionadas à poluição. A solução é...

FC Porto e Marselha derrotados no arranque da Liga dos Campeões

A primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões edição 2020/2021 ficou encerrada na quarta-feira 21 de Outubro, sendo que o FC...

Papa Francisco defende uniões de facto de casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu hoje pela primeira vez que os casais homossexuais devem ser protegidos pelas leis da união civil, durante uma entrevista para...

Covid-19: Portugal regista mais 2.535 infectados e 16 mortes

Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 2.535 infetados pelo novo coronavírus, e 16 mortes associadas à Covid-19, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral...
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. penso que cabe ao governo o executivo esclarecer o preco real das casas para que não haja especulação por parte de terceiros,quanto a renda resolúvel com os baixos salários que a maioria dos angolanos auferem fica complicado realizarem as suas obrigações

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.