Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
7.2 C
Lisboa

Destacada intervenção do Exército nas grandes questões da Nação

O Exercito Nacional tem sabido responder com eficiência aos desafios para os quais é chamado, sobretudo, na preservação da paz e contribuição para a melhoria das condições sociais dos cidadãos.

Este facto foi reconhecido pelo ministro da Defesa, Cândido Pereira Van-Dúnem, quando discursava no acto central alusivo ao vigésimo aniversário Exercito Nacional, que hoje se assinala, ocorrido na 101ª Brigada de Tanques, localizada na comuna da Funda, Luanda.

Segundo o ministro, os angolanos sabem que quando é necessária uma intervenção num contexto de grande adversidade, como foi o exemplo a restauração da paz no país, no processo de desminagem, programas de vacinação, o exército está sempre presente com competência e espírito de servir, apoiando incondicionalmente o executivo e as populações.

Afirmou que a comemoração do 20º aniversário deste ramo das FAA acontece numa altura em que todas as atenções do comando estão viradas para a melhoria das condições de vida e de trabalho dos efectivos, que visa a requalificação das infra-estruturas militares, a contínua melhoria do abastecimento logístico das unidades, bem como no aperfeiçoamento dos quadros.

Está igualmente no seu horizonte elevação dos níveis de instrução, formação de educação patriótica e a preparação combativa dos efectivos, com o propósito de enfrentar e vencer todos os desafios que tem pela frente, disse o governante.

Cândido Pereira Van-Dúnem mostrou-se ainda satisfeito por constatar que militares estão engajados nas tarefas de reconstrução, sobretudo, naquelas ligadas à reparação de vias rodoviárias, construção de pontes, desminagem e assistência médica e medicamentosa as populações.

“Assim sendo, almejamos acompanhar a avidez do Executivo de transformar Angola num dos países mais desenvolvidos de África, onde todos possam viver melhor em torno de uma só insígnia, de um só hino de uma só bandeira” frisou o ministro.

Afirmou que, como defensores das tradições e das conquistas alcançadas pelos heróis, os efectivos têm de duplicar os esforços para elevar os padrões de qualidade, racionalidade, eficiência e eficácia do Exército, criando condições para que ele se esmere à dimensão dos exércitos mais desenvolvidos da região, do continente e quiçá do mundo, para melhor produzir segurança e bem-estar para angolanos.

De acordo com o ministro, no quadro das convenções internacionais assumidas pelo Estado angolano, acompanhou-se com muita satisfação a participação com êxito do exercito nos mais diversos exercícios, no âmbito da CPLP, CEEAC, SADC, com particular destaque para o exercício Felino, Golfinho e o Kwanza 2010, bem como em manobras tácticas operativas e treinos conjuntos de Comando e Estado-maior.

A 17 de Dezembro de 1992 foi criado o Exército Nacional, como uma das componentes das Forças Armadas Angolanas, no âmbito dos acordos de paz para Angola, autenticados em Bicesse, Portugal, a 31 de Maio de 1991.

A cerimónia, que terminou com os desfiles das tropas em parada, contou com a presença do chefe do Estado-Maior General das FAA, general Geraldo Sachipengo Nunda, comandantes da Marinha de Guerra e Força Aérea Nacional, adidos de defesa acreditados no país, entre outras altas patentes destes ramos militares. (portalangop.co.ao)

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministro colombiano propõe descriminalizar incesto entre adultos

O ministro da Justiça da Colômbia, Néstor Osuna, apresentou ao Congresso um projeto de lei com uma proposta polêmica:...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema