Domingo, Janeiro 29, 2023
8.1 C
Lisboa

Sociedade mobilizada para a luta contra o tráfico de seres humanos

Num seminário sobre tráfico de seres humanos, realizado no Uíge, foi salientada a importância de se intensificarem as acções de sensibilização juntos das famílias sobre o assunto.
O encontro, promovido pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), teve a participação de 47 especialistas dos Serviços de Migração e Estrangeiros, da direcção provincial de Investigação Criminal, Polícia de Guarda Fronteiras, Fiscal e da Ordem Pública, incluindo quadros da direcção provincial da Educação e da Procuradoria-Geral da República.
A criação de centros de acolhimento e assistência às vítimas do tráfico de seres humanos, o reforço das fronteiras com meios humanos e materiais, a necessidade de sensibilizar a sociedade para desencorajar o auxílio à imigração ilegal foram outras recomendações saídas do seminário.
Os participantes concluíram ser necessário melhorar a cooperação e coordenação entre as diferentes instituições do Estado e da sociedade civil que intervêm nas políticas migratórias, incluindo as agências internacionais especializadas.
No seminário foi igualmente a importância de promover iniciativas de investigação, de recolher dados e de dar formação a especialistas do SME e da Polícia Nacional para poderem ser formuladas políticas adequadas à gestão dos movimentos migratórios. “Identificar um caso de tráfico de pessoas”, “o fenómeno de tráfico de seres humanos” e “assistência directa às vítimas do tráfico” foram temas debatidos no seminário.

Acção conjunta

Na cerimónia de abertura, vice-governador provincial para os serviços técnicos e infra-estruturas recordou que o combate ao tráfico de seres humanos é uma questão prioritária e que a acção formativa se destina a dotar os participantes de instrumentos e conhecimentos para lidar com o fenómeno.
“O tráfico de seres humanos tem consequências negativas, pois atenta contra a segurança do Estado”, disse o vice-governador Afonso Luviluco. A OIM tem realizado no país várias acções de formação e capacitação das autoridades nacionais do sector de migração e protecção das fronteiras nacionais, para reforçar os desafios de combate ao tráfico de seres humanos, sobretudo nas regiões fronteiriças com os países vizinhos. A Organização Internaciona para as Migrações é parceira do Executivo e tem delegações em várias províncias do país. (jornaldeangola.com)

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A intolerância ficou escancarada com a internet livre

Pode parecer brincadeira, mas não é! Com a criação das redes sociais que foi inventada, criada ou idealizada para...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema