Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
7.2 C
Lisboa

Instituto de Petróleos aposta no reequipamento dos laboratórios

Sumbe – O Instituto Nacional de Petróleos (INP) no Sumbe, Kwanza Sul, vai apostar, em 2013, no reequipamento dos laboratórios, na formação dos docentes e a melhoria da qualidade de imagem da instituição vocacionada à formação média e profissional no ramo petrolífero.
O director do INP, Domingos Francisco, apontou hoje, no Sumbe, que o reequipamento dos laboratórios, a formação dos docentes e a melhoria da qualidade de imagem da instituição constituem o maior desafio e aposta da instituição para 2013.
O responsável, que falava em conferência de imprensa, fez saber que a estas acções acrescem-se as cadeiras de matemática, física, química e as línguas portuguesa e inglesa, com vista a dotar os formandos de ferramentas capazes de contribuir no desenvolvimento do ramo petrolífero no país e no estrangeiro.
“No domínio da formação temos oito docentes a fazerem formação de engenharia de petróleos nos Estados Unidos da América e três outros na África do Sul em mecânica de manutenção que de forma geral vão imprimir uma nova dinâmica na formação de quadros,” sublinhou Domingos Francisco.
Sobre os laboratórios, frisou que a direcção do Instituto está a trabalhar com os ministérios de educação e dos petróleos no sentido de reequipar com meios modernos de exigência internacional actual no ramo o que vai permitir a profissionalização dos formandos no INP.
No que tange à cooperação internacional, o responsável destacou, entre outros, o Instituto Argelino dos Petróleos, bem como países como a França, o Canadá e Noruega na formação dos docentes.
Com a Noruega, o INP coopera na formação em tecnologia submarítima.
“Estamos a trabalhar no sentido da certificação internacional da formação dos quadros do INP para que todos quantos forem aqui formados possam trabalhar em qualquer parte do mundo, sem necessidades de serem submetidos a exames ou a uma formação durante um ano”, sublinhou a fonte.
Durante este ano lectivo, 135 alunos terminaram com êxito a formação no ensino médio de um universo de 547 matriculados.
O INP conta com 60 docentes que asseguram a formação média nas disciplinas de perfuração e produção, geologia e minas, processamento de gás, refinaria, instrumentação petrolífera e mecânica de instalação petrolífera, bem como na formação profissional nos cursos de instrumentação, electricidade industrial e mecânica de manutenção.
(portalangop.co.ao)

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministro colombiano propõe descriminalizar incesto entre adultos

O ministro da Justiça da Colômbia, Néstor Osuna, apresentou ao Congresso um projeto de lei com uma proposta polêmica:...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema