Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
6.8 C
Lisboa

Músicos angolanos e cubanos dividem palco em espectáculo

Os cantores Lulas da Paixão e Puto Português e um grupo cubano liderado por Paulo FG foram as atracções de um espectáculo realizado na terça-feira à noite, no Cine São Paulo, em Luanda, com o objectivo de angariar fundos para apoiar as vítimas do furacão “Sandy”, em Santiago.
Organizado pelo Ministério da Cultura, em colaboração com os amigos de Cuba em Angola, o espectáculo serviu ainda para fortalecer os laços de amizade e cooperação entre Angola e Cuba.
Lulas da Paixão, músico angolano consagrado, preparou uma retrospectiva do seu repertório, em que os destaques foram os temas “Kaxikalo” e “Garan”.
No final do espectáculo, Lulas da Paixão manifestou o seu regozijo por poder participar na iniciativa de solidariedade e, sobretudo, por poder dar o seu contributo para ajudar o povo cubano.
O artista considerou necessária uma maior aproximação entre os músicos e artistas dos dois países e a participação de angolanos em eventos internacionais, de maneira a dar maior visibilidade além-fronteira aos géneros musicais angolanos.
Puto Português, acompanhado pela sua banda e bailarinos, que apresentaram várias coreografias, fez a plateia cantar e dançar ao som dos seus maiores sucessos, entre os quais “Desconfiança”, “Zebebey” e “De Maria para Meury”. O músico brindou os presentes com o tema “Fim do mundo”, canção que vai fazer parte do seu próximo disco.
Puto Português realçou que o espectáculo foi uma oportunidade importante para a troca de experiências com os artistas cubanos. “Tenho a certeza que a actividade, apesar de ser para angariação de fundos e um gesto de solidariedade com os nossos irmãos cubanos, permitiu aos artistas de ambos países conhecerem melhor os seus ritmos musicais”.
“Paxi ni ngongo” em versão cubana

Um dos momentos altos do espectáculo foi aconteceu quando o grupo cubano interpretou o tema “Paxi ni ngongo”, o que mereceu vivos aplausos dos presentes, com destaque para a Ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva.
Participaram ainda no espectáculo, o grupo tradicional Yaka, que apresentou duas coreografias com a canção “Luzingo Malembe”, de Lina Alexandre, e “Tchela”, de Sabino Henda, e os músicos Adelázio, Nelo Trovão e a dupla de kudurista Pilukas.
Falando à imprensa, a embaixadora cubana em Angola, Gisela Garcia, agradeceu o apoio do Executivo angolano ao povo cubano. Disse que o espectáculo permitiu obter fundos para apoiar as vítimas do furacão “Sandy”, que provocou destruição e mortes, sobretudo em Santiago.
“O Executivo angolano sempre esteve solidário e disposto a ajudar o povo cubano. Agora, neste momento, mais uma vez mostrou que podemos contar com as instituições angolanas, que muito têm feito para ajudar o povo cubano, que foi atingido pelo furacão Sandy, deixando um rasto de destruição e morte”, realçou a embaixadora cubana em Angola. (jornaldeangola.com)

 

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Uíge: UNITA e FNLA acusam Governo provincial de favorecer militantes do MPLA na distribuição de terras

UNITA e FNLA, na oposição em Angola, acusam o Governo provincial do Uíge de excluir seus militantres do processo...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema