Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Deolinda Rodrigues em obra documental

“Langidila, Diário de Um Exílio Sem Regresso” é o título de um documentário sobre a nacionalista angolana Deolinda Rodrigues e suas companheiras, a ser produzido no país, soube o Jornal de Angola.
O documentário, uma produção da Agência Total Comunicação com a chancela do MPLA, cujo projecto tem como director-geral o jornalista José Rodrigues, fica concluído até Março do próximo ano.
O projecto integra cineastas angolanos, como o realizador Nguxi dos Santos, a brasileira Bárbara Velloso e a moçambicana Ilda Abdala.
Langidila era o nome de guerra de Deolinda Rodrigues. O filme conta a vida da heroína angolana desde a sua infância, passando pelo Liceu Salvador Correia e pela Igreja Metodista, o envolvimento na clandestinidade, a sua fuga para Lisboa, estudos no Brasil e Estados Unidos e o regresso ao continente, a participação na luta nos Congos, a integração no Esquadrão Camy até à sua captura com as outras guerrilheiras.
O documentário conta com depoimentos de familiares, ex-colegas do liceu, da igreja, da clandestinidade em Luanda e da guerra de libertação.
Figuras como Ruth Neto (prima), Engrácia de Almeida e Roberto de Almeida (irmãos) Irene Webba, Marilina de Carvalho, Emílio de Carvalho, Milu Rodrigues, Bebiana e Lídia de Almeida, Regina Silva, Maria Luísa Gaspar, Jacinto Fortunato, Noé Saúde, Ismael Martins, Manuel Pedro Pacavira, Domingos Amaro, Zizi, Amélia Alfeu, Tina Dibala (contemporâneos), Ludy Kissassunda, Petroff, Jovita Nunes, Benigno Vieira Lopes, Dino Matross (companheiros de luta), entre outras, constam do documentário. (jornaldeangola.com)

1 comentário
  1. Paulo M. Pedro Diz

    Linda iniciativa. Li parte da vida e obra da camarada Deolinda Rodrigues e infelizmente nunca esperei saber que o seu suposto fim seria escortejamento vida.

    Espero sinceramente acompanhar cautelosamente o documetário e pegar dele os reflexos desta gloriosa e incansável combatente, patriótica e nacionalista Angolana.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »