Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
10.6 C
Lisboa

Diplomata transmite à comunidade o apelo do Presidente da República

(JA) O embaixador permanente de Angola junto da UNESCO, Sita José, transmitiu na sexta-feira, em Paris, o apelo do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, à comunidade angolana naquele país para participar no processo de desenvolvimento económico e social do país.
O apelo do Presidente foi transmitido durante uma conferência para sensibilizar jovens empreendedores angolanos residentes em França sobre as medidas do Executivo para a criação e a potenciação de micro e médias empresas.
Sita José, que presidiu à sessão de abertura, sublinhou que, desde a realização do primeiro encontro, em 2011, muitoss angolanos no estrangeiro responderam ao apelo do Presidente da República.
Falando em nome do “Grupo de reflexão da diáspora angolana em França”, Ingrid de Lima defendeu a criação de uma estrutura representativa de carácter permanente na Embaixada angolana naquele país e de uma estratégia global para facilitar o diálogo com as autoridades nacionais em França.
No encontro, o consultor do Ministério da Economia, Licínio de Freitas Vaz, garantiu que o programa Angola Investe, concebido para apoiar o pequeno negócio, oferece condições de financiamento favoráveis para micro empreendedores.
João Bráulio Faria, da Direcção de Risco e Controlo de Crédito de um banco comercial angolano, apresentou, na ocasião, o estado actual do sector bancário e expôs as iniciativas de apoio ao crédito, os requisitos e mecanismos de garantia constantes da participação do sector bancário no programa do Executivo Angola Investe.

Bolsas de estudo

O director-geral do Instituto Nacional de Bolsas de Estudo, Jesus Baptista, apresentou os programas de Bolsas Internas e Externas e os critérios exigidos para a sua obtenção a partir do exterior do país, salientando que estão em curso projectos com Cuba e Rússia.
Em França e na Índia, os estudantes angolanos contemplados já beneficiaram de bolsas de estudo nas áreas tecnológicas. O Instituto Nacional de Bolsas de Estudo perspectiva estabelecer protocolos de colaboração com instituições de ensino superior de referência para enviar bolseiros angolanos para áreas estratégicas de que o país necessita.
Para Jesus Baptista, os estudantes formados em França representam um valor acrescentado para as empresas angolanas e podem ter emprego garantido se regressarem ao país. Germano Malungo, um dos estudantes angolanos em França, enalteceu os esforços do Executivo angolano para o desenvolvimento económico do país. Na sessão de encerramento, o embaixador de Angola em França, Miguel da Costa, realçou a necessidade de juntar sinergias entre a comunidade angolana para promover o bem-estar. O encontro, realizado no quadro da segunda jornada de reflexão sobre a contribuição da diáspora angolana ao desenvolvimento de Angola, aconteceu na sede da UNESCO, em Paris, numa organização conjunta da Embaixada de Angola, da Delegação Permanente junto da UNESCO e do Consulado-Geral de Angola em França.
Participaram no encontrotécnicos e especialistas do Ministério da Economia de Angola, do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social e de bancos comerciais nacionais. (jornaldeangola.com)

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Beyoncé está perto de se tornar artista com maior número de Grammys

Beyoncé conquistou dois Grammys na tarde deste domingo, na pré-gala da premiação mais prestigiada da indústria da música, onde...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema