Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
8.5 C
Lisboa

Malanje regista 370 casos de violência doméstica em 11 meses

(ANGOP)  Malanje- Trezentos e setenta casos de violência doméstica foram registados durante os meses de Janeiro a Novembro deste ano pela direcção provincial da família e promoção da mulher, segundo informou hoje, sexta-feira, a vice-governadora provincial para o sector politico e social, Alice Elisa Van-dunem.

A dirigente anunciou o facto quando procedia à abertura da campanha provincial dos 16 dias de activismo contra a violência doméstica no género, que decorre sob o lema “ Um mundo sem violência é um direito das mulheres”.

Na ocasião, Alice Van-dunem considerou o número de desolador, situação que obriga a uma reflexão por formas a contribuir para a mudança do actual quadro.

“ A violência no género apresenta ainda um quadro alarmante e deve ser preocupação de todos combater tais práticas”, disse, acrescentando que combater a violência doméstica é a mais perspicaz ferramenta no que toca a prevenção e eliminação de situações que ocorrem no seio das famílias.

Revelou que o país trilha novos rumos e para que se atinjam os marcos de desenvolvimento se deve resgatar os valores morais perdidos.

Precisou que os 16 dias de activismo contra a violência no género visa, sobretudo, despertar a sociedade sobre a importância deste no combate contra a violência, promovendo assim a consciencialização das famílias e elevar a protecção de todos homens e mulheres.

Fez saber que o governo e parceiros sociais têm multiplicado esforços tendentes à erradicação deste mal, a título de exemplo é a difusão alarga escala da lei 25/11 contra a violência doméstica e também a sua aplicação e cumprimento por parte dos órgãos policiais e judiciais.

Enalteceu o esforço e entrega do chefe do Executivo pelo desenvolvimento de políticas em prol da máxima integração e promoção das mulheres em todos os quadrantes da sociedade.

Apelou os presentes no sentido de prestar todo seu empenho para que os objectivos desta campanha sejam alcançados.

Já a directora provincial da família e promoção da mulher, Antónia Maiato, fez saber que a campanha tem por objectivo quebrar o silêncio e denunciando a violência para que os infractores sejam punidos, assim como dar a conhecer a existência da lei contra a violência doméstica.

Durante a campanha, que inicia de 25 de Novembro a 10 de Dezembro, serão realizadas palestras, visitas a unidades prisionais, debates e outras acções no sentido de chamar atenção à sociedade sobre a necessidade de se combater este mal. (portalangop.co.ao)

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Galaxy S com câmera de 200 megapixels é teste de poder de marca da Samsung

A Samsung Electronics apresentou nesta quarta-feira seus mais recentes smartphones premium dando foco em câmeras poderosas, em um teste...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema