Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Secretário do Tesouro dos EUA vai reunir-se com presidente do BCE

0

Há expectativa de que o BCE compre dívida soberana espanhola na semana que vem.

De acordo com o comunicado do Tesouro norte-americano, citado pela AFP, Timothy Geithner vai ter um encontro privado com o ministro das Finanças alemão, com as preocupações relativas às economias europeia e americana no centro da agenda.

De seguida, Timothy Geithner viaja para Frankfurt, sede do BCE, para se encontrar com o presidente da instituição, Mario Draghi, que na quinta-feira prometeu fazer tudo para salvar o euro.

Os encontros acontecem na semana em que vão decorrer reuniões dos bancos centrais dos Estados Unidos e da Zona Euro, bem como do Banco de Inglaterra, onde poderão ser anunciadas novas medidas de estímulo económico.

Mario Draghi disse na quinta-feira estar preparado para fazer “tudo o que for necessário” para garantir a sobrevivência da moeda única, já que a actual conjuntura estava a afectar o funcionamento normal dos canais de transmissão da política monetária.

“Durante o nosso mandato, o BCE está preparado para fazer o que for necessário para preservar o euro e acreditem que tal será suficiente”, disse Draghi em Londres, numa conferência de investidores.

A frase fez inverter a tendência de queda das bolsas e de subida das taxas de juro de Espanha e de Itália no mercado secundário, na expectativa que o banco central volte a comprar dívida deste dois países de modo a baixar o prémio exigido pelos investidores para níveis considerados mais sustentáveis, depois de terem sido atingido os 7,5% (no caso de Espanha) e 6,5% (Itália).

O programa de compra de dívida pública poderá assim ser reactivado, após o BCE, na sequência do agravamento da crise em Agosto de 2011, já ter comprado cerca de 90 mil milhões de euros de títulos espanhóis e perto de 50 mil milhões de euros de títulos italianos. No entanto, há 19 semanas que o banco central europeu não recorre a esta estratégia, não obstante as recentes solicitações do governo espanhol.

Fonte: PUBLICO

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »