Sanza Pombo com hospital de referência e 16 outras unidades na periferia

Luanda – O município de Sanza Pombo conta actualmente com um hospital de referência, com capacidade para 121 camas, e 16 outras unidades na periferia que atendem uma população estimada em 103 mil 303, informou à Angop, recentemente, na circunscrição, o seu director, médico cirurgião Meia Cristôvão.
 O Hospital de Sanza Pombo, por ser de referência, enfatizou a fonte, atende também doentes provenientes dos municípios de Milunga, Buenga, Kimbele, Kangola, Puri (Uíge) e alguns casos provenientes da província de Malanje. Tem uma casa mortuária, com três gavetas.
 Depois de admitir que o hospital atende muitos casos de cirurgias, a fonte apontou a malária, doenças respiratórias agudas e diarreicas como as enfermidades mais registadas na região, mas tranquilizou que “a situação é controlada”. Atende por dia mais de cem doentes, sendo entre 40/50 na área da pediatria e 50 na de medicina.
 Para os casos complicados urgentes, enfatizou, recorre-se à capital da província, mas disse serem muito poucos.
 Em termos de medicamentos, o médico Meia Cristôvão admite terem o mínimo, porque “até aqui nunca demos receitas sob recomendação de os pacientes adquirirem-nos em mercados informais, mas a farmácia do hospital oferece fármacos receitados aos pacientes”.
 Igualmente, funciona na circunscrição um programa de tuberculose e dentro de um mês vai ser inaugurado, na sede municipal, um sanatório, com capacidade para oito camas.
 Quanto ao corpo médico, revelou ser fraca a equipa, por ter apenas três, sendo dois nacionais e um expatriado de nacionalidade cubana, enquanto que cada unidade sanitária funciona apenas com um enfermeiro, considerando ser “um problema sério e bastante complicado”, pelo que manifestou a necessidade de “um reforço de mais médicos e enfermeiros” para Sanza Pombo.
Fonte: ANGOP

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »