Guiné-Bissau: Greve paralisa parcialmente setor saúde pública

O sistema de saúde pública da Guiné-Bissau encontra-se parcialmente paralisado devido a uma greve geral de quatro dias iniciada hoje por enfermeiros e técnicos de assistência hospitalar.

O porta-voz da comissão da greve, Gaspar Baticã, disse à agência Lusa que a “greve tem uma grande adesão” hoje e que tudo indica que será assim nos próximos três dias.

Gaspar Baticã afirmou que, embora os médicos não tenham aderido à greve, estes se mostraram solidários com as reivindicações dos enfermeiros e técnicos da saúde que reclamam sobretudo o pagamento de um conjunto de subsídios e promoção na carreira.

FONTE: Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »