Cabo-Verde: População quer equilíbrio no exercício do poder

O presidente do PAICV considerou hoje que a vitória do partido na Assembleia Municipal de Santa Catarina, confirmada pelo Supremo Tribunal de Justiça, demonstra que a população quer equilíbrio no exercício do poder em Cabo Verde.

José Maria Neves, que falava à margem da reunião do Conselho Nacional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, no poder), disse que agora os partidos têm de acatar a vontade dos eleitores e ter a melhor coabitação possivel entre a câmara e assembleia municipal.

“Neste momento, o mais importante é apreendermos a mensagem que os cidadãos querem transmitir aos políticos. Acho que todos devem respeitar as decisões dos cidadãos e dos tribunais e agir em consequência, deve haver a melhor coabitação entre a assembleia e a câmara, para que todos trabalhem para o desenvolvimento de Santa Catarina”, afirmou.

Para o líder do PAICV e primeiro-ministro de Cabo Verde, os eleitores de Santa Catarina quiseram dizer aos políticos para terem “humildade e muita tolerância” no exercício do poder e uma “entrega à causa do bem comum”.

“As pessoas querem equilíbrio no exercício do poder, querem que haja diálogo e compromissos. E por isso temos que encarar o poder com humildade e é isso que os partidos políticos devem fazer. As pessoas de Santa Catarina mostraram que estão à frente dos políticos e dos partidos políticos. Enquanto uns brigam, os eleitores querem soluções positivas para os seus problemas”, avançou.

Questionado se o seu partido estaria na disponibilidade de viabilizar a gestão camarária, José Maria Neves disse que a tolerância e o diálogo são fundamentais para a viabilização da governação local.

“Os eleitos devem trabalhar para o bem comum, para que Santa Catarina continue a crescer e a desenvolver-se. Todos os instrumentos de gestão deverão ser devidamente analisados, deverá haver a necessária cooperação politica entre a assembleia e câmara. É esta a mensagem dos santa-catarinenses e acho que os partidos políticos não devem defraudar os eleitores”, afirmou.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a vitória da candidatura do PAICV à Assembleia Municipal de Santa Catarina por dois votos, tal como deliberou na terça-feira, a assembleia de apuramento geral da repetição das eleições realizada a 22 de julho em duas mesas (Boa Entrada e Cruz Grande), devido a irregularidades verificadas a 01 de julho.

O STJ julgou improcedente o recurso interposto pelo Movimento para a Democracia (MpD).

Com o desfecho, um dos 22 concelhos de Cabo Verde vai viver, pela primeira vez, com uma coabitação inédita, com o presidente da câmara de um partido (MpD) e um da assembleia municipal de outro (PAICV).

FONTE: Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »