Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angolanos no Norte e Centro de Portugal querem censo populacional no estrangeiro

0

Os participantes do primeiro Encontro Inter-Regional das Comunidades Angolanas Residentes nas Regiões Norte e Centro de Portugal, realizado no fim-de-semana, em Matosinhos, distrito do Porto, apelaram ao governo para à necessidade de realização do censo populacional dos cidadãos nacionais que vivem no estrangeiro.

Realizado pelo Consulado Geral de Angola no Porto, os mais de 1.200 presentes afirmam, em comunicado, que a realização do senso dos cidadãos angolanos residentes no estrangeiro vai permitir que “constem da estatística nacional e que o Governo faça um planeamento real e científico do desenvolvimento do país”.

O encontro, convocado para estabelecer a aproximação da comunidade, auscultar as preocupações e contribuir para a inserção social dos membros da comunidade no Norte e Centro de Portugal, apelou ainda para a necessidade da regulamentação da Lei da Nacionalidade, “ com vista a normalização da situação dos angolanos indocumentados e garantir-lhes plena cidadania”.

Os participantes pediram também solução da matéria sobre emissão de certidão narrativa de nascimento, registo criminal e outros documentos de identificação, assim como abordaram a questão da necessidade de se dar celeridade no tratamento do passaporte nacional, para facilitar a regularização da situação de certos angolanos residentes em Portugal.

O primeiro Encontro Inter-Regional das Comunidades Angolanas Residentes nas Regiões Norte e Centro de Portugal foi presidido pelo cônsul-geral de Angola no Porto, Bento Salazar André, e assistido pelos seus homólogos de Lisboa, Cecília Baptista, e do Faró, Mateus de Sá Miranda Neto.

Em representação do embaixador de Angola em Portugal, José Marcos Barrica, o adido de imprensa, Estêvão Alberto, fez um retrato da situação actual do país, apresentando as várias realizações do executivo angolano, assim como falou de vários aspectos ligados as futuras eleições gerais de 31 de Agosto.

FONTE: Angop

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »