InicioCiências e TecnologiaDirector da Apple diz que não quer ser um novo Steve Jobs...

Director da Apple diz que não quer ser um novo Steve Jobs

O director executivo da Apple, Tim Cook, apresentou-se diante de uma audiência de especialistas em tecnologia e jornalistas naquele que foi o seu primeiro acto público desde que assumiu as rédeas da empresa, em Agosto de 2011. Durante o evento assumiu que não quer ser um novo Steve Jobs, mas disse que o seu papel é salvaguardar a inovação dentro da Apple.

Tim Cook foi um dos oradores da prestigiada conferência anual All Things Digital, uma publicação tecnológica do grupo do “The Wall Street Journal”.

Quando questionado se a Apple iria mudar de rumo sob a sua liderança, Cook contornou as perguntas uma série de vezes mas acabou por se referir ao legado de Steve Jobs, figura que não pretende substituir. “O Steve era um visionário. O meu papel nunca foi o de o substituir. Ele era um original. Nunca senti o peso de tentar ser o Steve. Não é isso que eu sou e não é esse o meu objectivo na vida. Sou quem sou, estou concentrado nisso e em ser um grande director-executivo para a Apple”, disse o responsável.

Apesar de se distanciar de Jobs, Cook deixou claro que o mote da empresa continua a ser e será o da inovação: “Com o passar dos anos – e isto não vai mudar – a Apple tem-se centrado na inovação”, disse.

Presente na conferência esteve Adam Lashinsky, autor do livro “Inside Apple: How America’s Most Admired – and Secretive – Company Really Works”, que indicou à BBC que Tim Cook se apresentou com um líder confiante. “Vimos aqui um homem confiante, inteligente e confortável que substituiu uma lenda. Acho que foi muito tranquilizador ver esta mão forte a controlar os comandos da Apple”, disse.

Outro analista tecnológico que tem seguido a Apple desde 1981, Tim Bajarin, disse à BBC que Tim Cook é “um líder incrivelmente forte” cuja visão “tem ajudado a proteger a cultura Apple”. “As pessoas não fazem ideia do quão doente estava realmente Jobs nos dois últimos anos da sua vida. O Tim tem, basicamente, vindo a dirigir a empresa há dois anos e meio. Ele tem o respeito e a lealdade dos funcionários. É por isso que não houve mudanças no ritmo da Apple”, disse Bajarin.

Acerca dos planos futuros para a empresa, Tim Cook rodeou-se do habitual secretismo corporativo da Apple, mas lá adiantou que “a criatividade flui” e que a empresa está a preparar “algumas coisas incríveis”, destaca a AFP.

Espera-se novidades mais detalhadas para o próximo dia 11 de Junho, durante a conferência anual para programadores.

Sobre a Apple TV – um projecto há muito aguardado -, Cook confirmou igualmente que continua a ser uma área pela qual a empresa tem um “intenso interesse”. “Vamos lançar a bola para ver até onde é que ela nos leva”, disse vagamente o CEO da empresa da maçã.

Acerca de uma possível integração com o Facebook – via iTunes ou iPhone – Cook disse: “A nossa relação é boa. Acho que podemos fazer mais coisas com eles. Mantenham-se atentos”.

Fonte: PUBLICO

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.