InicioEconomiaPortugal: Soares da Costa com prejuízo de 8,2 milhões até Março

Portugal: Soares da Costa com prejuízo de 8,2 milhões até Março

A Soares da Costa obteve no primeiro trimestre do ano um prejuízo de 8,2 milhões de euros, valor que compara com um lucro de 1,6 milhões de euros conseguidos no mesmo período do ano passado, anunciou esta segunda-feira a construtora.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Soares da Costa explica que este resultado foi penalizado pela “adversidade da conjuntura” e pelos efeitos “da alteração do critério contabilístico na Scutvias (-1,6 milhões de euros)”.

Segundo a construtora, a alteração contabilística das receitas das portagens na concessionária Scutvias prejudicou o resultado líquido do grupo nos primeiros três meses do ano.

Esta alteração [introdução de portagens na Scuts] acarreta “efeitos muito significativos nos diversos indicadores consolidados(…) e cujo saldo final se traduz por um efeito negativo ao nível dos resultados líquidos”.

Os resultados no trimestre foram igualmente penalizados “pelo reconhecimento de gastos não recorrentes com o pessoal” (rescisões amigáveis) de 3,9 milhões de euros, cujos efeitos a Soares da Costa espera virem a ser diluídos e “parcialmente recuperados pelas poupanças induzidas ao longo do exercício”.

O volume de negócios conseguido até Março foi de 189,9 milhões de euros, menos 5,2 por cento do que no período homólogo, afetado “fundamentalmente pela redução da actividade da construção no mercado nacional”.

O resultado financeiro, por sua vez, manteve-se próximo do período comparável, situando-se nos 14,8 milhões de euros.

Na análise da actividade, a Soares da Costa destaca “a contínua quebra do investimento público e privado, o que se traduz nomeadamente na exiguidade da procura no mercado doméstico da construção, e a escassez de meios de financiamento, com o correspondente agravamento das respetivas condições de acesso”.

Às 09H40, as acções da Soares da Costa seguiam, na Euronext Lisbon, a desvalorizar 6,25 por cento para 0,15 euros.

Fonte: CORREIO DA MANHA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.