InicioEconomiaAquisição de companhia energética suscitou disputa entre concorrentes

Aquisição de companhia energética suscitou disputa entre concorrentes

A petrolífera Royal Dutch Shell anunciou na quinta-feira o prolongamento do prazo da oferta apresentada para a compra da Cove Energy, um dia depois de a estatal tailandesa PTT Exploration & Production PCL ter apresentado uma oferta de 1,9 mil milhões de dólares.
Em comunicado emitido, a Royal Dutch Shell anunciou que o prazo é agora válido até 13 de Junho e adiantou que a administração do grupo “está a analisar as suas opções, havendo lugar a novo comunicado, se necessário”.
A administração da Cove Energy, que antes tinha defendido junto dos accionistas a aceitação da oferta da Shell, na quarta-feira passou a defender a oferta da PTT de um preço por acção em 9,1 por cento mais elevado do que a da Shell e representando um prémio de 6,6 por cento relativamente à média das cotações dos cinco dias terminados na terça-feira. Com esta nova oferta, a PTT, grupo de uma dimensão muito inferior à da Royal Dutch Shell, pretende garantir o fornecimento futuro do seu mercado doméstico, enquanto o grupo Shell pretende construir um novo centro de exportação de gás natural.
O principal activo da Cove Energy, que tem estado a motivar esta luta pela sua aquisição, é uma participação de 8,5 por cento num bloco petrolífero em Moçambique, na bacia do Rovuma, onde a empresa operadora, a norte-americana Anadarko Petroleum, já descobriu reservas de gás natural estimadas em 50 mil milhões de pés cúbicos.
Por outro lado, o grupo indiano Tata Steel anunciou ir dar início à exportação de carvão extraído na mina de Benga, em Moçambique, ainda este mês, no decurso de uma apresentação a analistas, informou a imprensa indiana.
O grupo indiano pretende exportar 850 mil toneladas de carvão de coque e 200 mil toneladas de carvão térmico, este ano e no próximo, carvão que se destina a alimentar as operações da Tata Steel Europe (anteriormente Grupo Corus).
Em 2007, o grupo indiano adquiriu uma participação de 35 por cento do projecto Benga por 88,2 milhões de dólares à então empresa australiana Riversdale Mining, actualmente controlada em quase 100 por cento pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto. A participação de 26,27 por cento detida pela Tata Steel na Riversdale Mining foi vendida no ano passado à Rio Tinto por 875 milhões de dólares, no âmbito da Oferta Pública de Aquisição lançada sobre a totalidade do capital da empresa australiana.

O projecto de Benga tem reservas estimadas em 720 milhões de toneladas de carvão.

Fonte: JA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.