InicioAngolaRelatório dos EUA repudiado em Cuba

Relatório dos EUA repudiado em Cuba

O governo de Raul Castro repudiou o relatório dos Estados Unidos sobre a situação dos direitos humanos na ilha, acusando as autoridades de Washington de mentir e alegou que Cuba prestou “uma contribuição fundamental ao respeito dos direitos humanos no país e no Mundo”.
“Repudiamos categoricamente o conteúdo do relatório do Departamento de Estado sobre a situação dos direitos humanos em Cuba que o governo dos EUA se arroga o direito a emitir, desconhecendo o seu próprio recorde de abusos dentro do seu país e no Mundo”, indicou o Ministério das Relações Exteriores de Cuba.
As autoridades de Havana denunciam que as “mentiras e tergiversações” do relatório “só respondem à desesperada necessidade” do governo americano de “justificar a cruel política de bloqueio contra Cuba, que é rechaçada a cada dia mais dentro e fora dos EUA”.A declaração de Havana é assinada por Josefina Vidal, directora do Ministério das Relações Exteriores para os assuntos relacionados com os Estados Unidos. Josefina Vidal afirma que “a singularização” de Cuba neste relatório “não tem nada a ver com a situação real dos direitos humanos” na ilha.
Segundo a diplomacia de Havana, muitos dos direitos previstos pela legislação cubana são “uma quimera para a maioria da população do planeta, incluindo uma parte significativa da dos Estados Unidos”.“O mesmo ocorre em escala internacional, onde a presença de Cuba noutros países só pode ser associada ao trabalho humanitário de curar e ensinar, em contraste com as aventuras agressivas e intervencionistas dos EUA, que continuam a causar vítimas inocentes entre a população civil de muitas nações”, acrescenta.
O relatório dos EUA sobre a situação de direitos humanos no Mundo acusa o governo cubano de repressão sistemática das liberdades fundamentais.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.