InicioAngolaIsrael: Manifestação anti-imigração em Telavive choca e divide Israel

Israel: Manifestação anti-imigração em Telavive choca e divide Israel

Na quarta-feira à noite, centenas de israelitas ocuparam as ruas do bairro pobre de Hatikva, localizado no sul de Telavive, aos gritos de «sudaneses no Sudão» e outras frases xenófobas, criticando «as belas almas esquerdistas» que defendem os estrangeiros.

Alguns manifestantes atacaram e saquearam lojas de propriedade de africanos e atiraram pedras em vários carros de imigrantes, informou o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld.

A polícia prendeu 20 manifestantes e pediu esta quinta-feira à justiça para estender a detenção de 16 deles, incluindo quatro menores de idade. A polícia também exigiu a prorrogação da prisão de sete outros jovens acusados de envolvimento em ataques contra imigrantes no início desta semana.

Nenhum imigrante ficou ferido e os reforços policiais permaneceram «na área para manter a calma», disse Rosenfeld.

O ministro do Interior, Elie Yishai, líder do partido religioso Shass, não mediu palavras ao afirmar que devemos «colocar atrás das grades» todos os imigrantes ilegais africanos.

«Eles devem ser colocados em centros de detenção e, em seguida, precisam de ser enviados para casa, porque eles chegam para tirar o trabalho dos israelitas. Precisamos de proteger o carácter judaico do Estado de Israel», afirmou Yishai à rádio militar.

Se o governo não agir, advertiu Yishai, «em breve eles serão meio milhão ou até um milhão».

Segundo dados oficiais, 60.057 imigrantes ilegais entraram em Israel, vindos principalmente do Sudão, Sudão do Sul e da Eritreia.

Fonte: Diário Digital

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.