InicioAngolaRegiõesHabitantes de Catete recebem casas

Habitantes de Catete recebem casas

Alguns habitantes das aldeias de Kindemba, Uango, Luís Miguel, Caxicane, Passos Diogo, Ginganga, Banza Bombo e Cubanza, no distrito de Catete, recebem hoje moradias numa nova urbanização. No total vão ser entregues 209 casas, das 600 projectadas, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza coordenado pela secretária de Estado para o Desenvolvimento Rural e Pescas, Filomena Delgado.
Cada casa custa 26 mil dólares. Os beneficiários vão pagar um valor simbólico de três mil kwanzas por mês. “Todo este projecto foi feito com a participação directa das populações e houve várias discussões até se chegar ao acordo que determina que eles devem comparticipar com três mil kwanzas por mês”, sublinhou.
A nova urbanização de Caxicane dispõe de um centro médico, uma escola com 12 salas de aulas, centro infantil, mercado, aviário e outros serviços básicos. Na mesma zona foi criada uma quinta que vai, numa primeira fase, funcionar em regime colectivo.
Em entrevista pelo  Jornal de Angola, Filomena Delgado disse que algumas casas vão servir também para albergar os professores, enfermeiros, trabalhadores da creche e efectivos da Polícia Nacional.
Com a criação destes serviços, a nova urbanização, situada a nove quilómetros da vila de Catete, vai facilitar o acesso directo de jovens ao emprego em sectores como a educação e saúde, entre outros. “No aviário, por exemplo, os técnicos avícolas já foram formados e esperam dentro de meses começar a disponibilizar para o mercado os produtos. Com isso, pretendemos ajudar na redução da pobreza a nível das famílias”, referiu Filomena Delgado.
A escola foi oferecida pelo governo chinês. “Temos também uma moagem cujas obras estão quase concluídas e pensamos que dentro de poucos meses alguns serviços públicos e outros sectores de investimento privado vão estar concluídos”, realçou.
“Este é um projecto-piloto e pensamos iniciar por esta zona, por ser a área em que nasceu o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto. Procuramos dar dignidade a esta zona”, referiu Filomena Delgado.

A secretária de Estado lançou um apelo aos empresários para dinamizarem o turismo na região. “Tudo isso vai servir de exemplo para outros projectos”, justificou. Projectos semelhantes estão a ser implementados em Cacuaco, conhecidos por Lude I e II, cuja primeira fase é inaugurada no próximo mês, e no Gulungo Alto, província do Bengo, com inauguração prevista para Agosto ou Setembro.
O administrador de Catete, António Calado, considera o projecto uma mais-valia para a região, porque vai proporcionar maior dignidade aos cidadãos.

Fonte: JA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.