InicioMundo LusófonoGuiné-BissauGuiné-Bissau: Portugal continua a defender regresso «imediato» do governo legítimo

Guiné-Bissau: Portugal continua a defender regresso «imediato» do governo legítimo

Portugal continua a defender, contra o plano da CEDEAO, o regresso «imediato» do governo legítimo da Guiné-Bissau deposto pelo golpe militar, mas considera importante uma «coordenação eficiente» dos parceiros internacionais guineenses, disse o embaixador de Portugal na ONU.

José Moraes Cabral falava após a aprovação unânime no Conselho de Segurança das Nações Unidas de uma resolução, submetida por Portugal, que exige ao Comando Militar golpista na Guiné-Bissau que abandone o poder e permita «um processo eleitoral democrático».

O texto final da resolução deixou, no entanto, cair a exigência de regresso do governo guineense deposto pelo golpe de Estado de 12 de abril e a continuação das eleições presidenciais interrompidas.

Fonte: Diário Digital / Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.