InicioAngolaRegiõesDiagnosticados trezentos e sessenta novos casos de tuberculose

Diagnosticados trezentos e sessenta novos casos de tuberculose

Kuito – Trezentos e sessenta novos casos de tuberculose foram diagnosticados durante o primeiro trimestre deste ano nas diversas instituições sanitárias da província do Bié.

Em entrevista hoje, à imprensa local, o responsável de luta contra a tuberculose e lepra, do sector da saúde na região, José Chicapa Lemos, sublinhou que dos casos notificados 200 apresentaram o diagnóstico com “BK+”, e 160 outros com tuberculose extra-pulmonar.

Dos pacientes registados, 56 abandonaram o tratamento, 30 cumpriram com o tratamento completo, 66 receberam alta enquanto 16 faleceram.

O responsável apontou como causas do abandono do tratamento as longas distâncias que os pacientes percorrem, entre as aldeias e a sedes municipais, o uso excessivo do álcool associado a falta de acompanhamento por parte das famílias e a ignorância das normas de prevenção da doença no seio das comunidades.

Quando as municipalidade, o Kuito registou o maior número com 210 novos casos, seguido das localidades de Kamacupa e Andulo com 54 e 30 novos casos, respectivamente.

Comparativamente ao mesmo período anterior, a província registou um aumento de mais 24 novos casos de tuberculose, situação que continua a preocupar as autoridades do sector de saúde nesta circunscrição.

Com vista a diminuir o problema, o sector da saúde em parceria com as autoridades tradicionais e igrejas, realizam palestras de sensibilização, no sentido de esclarecer os perigos e as formas de prevenção da enfermidade.

Referiu que todas unidades hospitalares da província possuem medicamentos para atender qualquer caso ligado a enfermidade, apelando os pacientes que suspeitarem estar infectados a dirigir-se a unidade sanitária mais próxima.
Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.