InicioAngolaRegiõesDelegação do Minint realiza Conselho Consultivo Alargado

Delegação do Minint realiza Conselho Consultivo Alargado

Luena – Os membros da Delegação Provincial do Ministério do Interior (Minint), no Moxico, estão reunidos hoje, sexta-feira, no Luena, em Conselho Consultivo Alargado para, entre outras questões, analisarem as actividades desenvolvidas em 2011 e perspectivar outras acções para o ano de 2012.

Sob orientação do seu delegado provincial, comissario Felipe Barros Espanhol, os participantes vão debruçar-se sobre o relatório de balanço das actividades desenvolvidas pela delegação em 2011, bem como o relatório do desempenho dos órgãos provinciais.

Vão igualmente discutir e aprovar o relatório de planificação e estatística dos órgãos provinciais, relatório das actividades desenvolvidas no primeiro trimestre do ano em curso e apresentação de estudos sobre as principais acções a desenvolver este ano, no âmbito do policiamento de proximidade.

Segundo a agenda, consta também dos assuntos em discução a questão da contenção de imigração ilegal, redução de sinistros, reeducação e enquadramento de reclusos em actividades, gestão de recursos humanos, uso do património e sua conservação, bem como a informação operativa dos órgãos da delegação do interior na província.

O delegado provincial do Interior no Moxico, comissário Felipe Barros Espanhol, reiterou no acto de abertura, que o encontro visa analisar as tarefas desenvolvidas pela delegação provincial em todos os domínios da sua estrutura e traçar novas estratégias a serem implementadas em 2012.

Segundo referiu, aos órgãos do Minint na província está reservado um importante papel, consubstanciado na segurança dos cidadãos e seus bens, visando a garantia da manutenção de ordem pública e tranquilidade das populações.

Em relação ao ano de 2012, disse terem acrescido as responsabilidades, no âmbito do asseguramento global do processo eleitoral previsto para o presente ano, actividade que deverá merecer a participação dos cidadãos.
Quanto ao Conselho Consultivo, pediu aos participantes para que tenham uma discussão franca das matérias agendadas, o que permitirá, como disse, a adaptação de medidas conducentes à redução da criminalidade, imigração ilegal, catástrofes naturais, entre outros males que enfermam a sociedade angolana.

Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.