InicioAngolaPolícia Nacional reforça medidas de fiscalização

Polícia Nacional reforça medidas de fiscalização

Luanda – O director Nacional de Viação e Trânsito, comissário Inocêncio Morais de Brito, anunciou hoje, quarta-feira, que a Polícia Nacional (PN) vai reforçar as medidas de fiscalização nas estradas do país, de forma a diminuir as mortes por acidentes de viação.

Inocêncio Morais de Brito, em declarações à imprensa, num encontro onde foi avaliada a situação da sinistralidade rodoviária das províncias do Kwanza Sul e Norte, Benguela e Uíge, referiu que a sua corporação está a trabalhar em todas as áreas e em todos os sectores que contribuem para a circulação automóvel, para a redução do índice de acidentes.

“A não obediência ao código de estradas pelos automobilistas, é a principal causa de mortes nas estradas, por isso estamos a trabalhar com os nossos parceiros para a redução destes números alarmantes”, explicou.

Sublinhou que o desrespeito pelas normas de trânsito passam pela transportação de pessoas em viaturas de mercadorias, excesso de velocidade, consumo elevado de álcool por parte dos motoristas, não respeito pela sinalização horizontal e vertical dos sinais de trânsito, entre outras.

Segundo o comissário, o trabalho engloba a fiscalização pelos agentes de trânsito, pelas empresas de construção das vias e as que estão encarregues da sinalização vertical e horizontal de trânsito, para que os números baixem substancialmente, já que não se pode permitir que as mortes por acidente sejam a segunda principal causa de morte no país.

Adiantou que no I trimestre de 2012 houve 4.202 acidentes, com 1.005 mortes e 3.987 feridos, onde se destacam 1.263 atropelamentos com 387 mortes e 1.046 feridos.

Acidentes por motociclos registou-se 1.053 acidentes, tendo morrido 241 pessoas e ficado feridas 1.080, enquanto que por choque entre veículos automóveis registou-se 855 acidentes, originando 96 mortos e 575 feridos.

“Somos uma população jovem, por isso o trabalho deve ser salvaguardar as vidas das pessoas numa tarefa que, não vem sendo fácil, mas que é possível cumprir a médio curto prazo, se todos cidadãos fizerem o mais correcto”, frisou.

Inocêncio Morais de Brito ressaltou a importância da comunicação social na educação, divulgação e sensibilização de todas as questões inerentes a sinistralidade rodoviária as pessoas que utilizam automóveis, motociclos e os peões.

Frisou que circulam pelas estradas do país, viaturas que não estando em condições técnicas, fazem o transporte de pessoas e mercadorias que põe em risco as vidas das mesmas.

Do encontro, presidido pelo Comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Ambrósio de Lemos, participaram representantes dos ministérios da Defesa,da Administração do Território, bem como do Instituto de Estradas de Angola, da Viação e Trânsito, entre outros.

Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.